Mãe é presa após deixar bebês sozinhos em casa e um deles morrer, em Goiás

brasil
04.05.2021, 21:44:19
Atualizado: 04.05.2021, 21:48:31
(Marcelo Camargo/Agencia Brasil)

Mãe é presa após deixar bebês sozinhos em casa e um deles morrer, em Goiás

Mulher saiu de casa por volta das 22h30min de domingo (2), e só retornou na manhã do dia seguinte, quando encontrou um dos filhos bastante roxo e sem respirar

Uma mulher foi presa pela Polícia Civil após deixar os dois filhos, gêmeos de nove meses, sozinhos em casa na noite do último domingo (2), e um deles morrer. O caso ocorreu no município de Cidade Ocidental, em Goiás. A mulher, que não teve a identidade revelada, também é investigada por maus-tratos às crianças, que apresentaram lesões corporais.

Conforme informações divulgadas pelo portal G1, a mulher apresentou duas versões do caso à Polícia até admitir que saiu de casa e deixou os dois filhos sozinhos durante a noite. De acordo com o delegada Dilamar Castro, responsável pelas investigações, a mãe saiu de casa por volta das 22h30min do domingo (2), e só retornou às 10h30min dessa segunda-feira (3), quando encontrou um dos filhos bastante roxo e sem respirar.

Ainda segundo a delegada, quando ela chegou em casa e viu um dos filhos naquela situação foi pedir ajuda para uma pessoa na rua, que chamou a Polícia Militar. Ao chegar no local, a equipe policial tentou reanimar o bebê, mas não conseguiram. A criança foi encaminhada até o hospital da cidade. Assim que a criança chegou a unidade de saúde, a equipe médica constatou o óbito. O corpo foi encaminhado ao ao Instituto Médico Legal (IML), já que havia lesões aparentes, principalmente, no rosto do bebê.

“O que o perito concluiu até o momento é que tinha lesões superficiais no corpo desse bebê, algumas provocadas antes da morte, outras próximo da morte e depois da morte também. No entanto, segundo o laudo, a causa da morte pode ter sido um engasgamento, já que na traqueia do menino tinha uma substância pastosa e escura”, afirmou Dilamar Castro.

Investigações

Nas investigações, a Polícia Civil chegou a apurar que contra a mãe já havia duas denúncias registradas no Conselho Tutelar de Cidade Ocidental. A primeira, de outubro de 2020, por não registrar os nomes dos filhos e a segunda, em abril deste ano, por falta de alimentação e localidade suja na criação das crianças.

Após ser interrogada, a mulher foi autuada em flagrante por abandono de incapaz, com resultado morte. Segundo a delegada, as investigações seguem com o objetivo de esclarecer o que de fato provocou a morte do menino e se ele era vítima de maus-tratos.

Imagens da câmera de segurança de um comércio que fica em frente à casa onde o bebê foi encontrado morto estão sendo averiguadas pela Polícia Civil. Outra possibilidade apontada nas investigações sobre a possível causa da morte da criança é saber se alguém entrou na casa enquanto a mãe estava fora. 

O corpo do bebê foi encaminhado ao IML da cidade de Luziânia, vizinha à Cidade Ocidental. Já a mãe está presa no presídio feminino do município vizinho. Segundo a delegada, o outro bebê, que também estava na casa e foi encontrado com vida, está sob os cuidados dos avós paternos.

Matéria publicada no Jornal O Povo, da Rede Nordeste.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas