Máscaras reduzem em 99% o número de casos de sarampo no estado de SP

saúde
24.08.2021, 20:52:11
(Arquivo / Agência Brasil)

Máscaras reduzem em 99% o número de casos de sarampo no estado de SP

Medidas de combate à covid-19 reduziram o contágio de outras doenças respiratórias

O uso de máscaras como medida protetiva contra o vírus da covid-19 surtiu um outro efeito positivo no estado de São Paulo, houve uma queda de 99% nos casos de sarampo. Até o último dia 10 de agosto, foram registrados apenas cinco casos, ante aos 772 no mesmo período de 2020. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde. 

Mesmo que a vacina contra o sarampo seja a principal barreira contra o vírus, a grande redução dos casos neste ano é atribuída, principalmente, ao uso de máscara, ao distanciamento social e ao incentivo à higiene correta das mãos, uma vez que o vírus do sarampo é transmitido por via respiratória.

Os cinco casos da doença ocorreram em crianças de até nove anos e foram registrados em São Bernardo do Campo, Campinas, Americana, Altinópolis e capital paulista. Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, nenhuma tinha esquema vacinal completo e havia histórico de comorbidades. Não houve óbitos.

​Em 2020, foram 883 casos confirmados de sarampo, sendo 40% em crianças menores de nove anos. A única morte registrada foi também nessa faixa etária.

No entanto, mesmo que os protocolos de segurança usados na pandemia tenham gerado um impacto positivo na prevenção do sarampo e de outras doenças respiratórias, especialistas ainda recomendam fortemente a atualização do esquema vacinal das crianças.

“O vírus continua circulando por aí, não podemos baixar a guarda. Se a gente deixa para depois, a recuperação da cobertura vacinal fica mais difícil porque vão acumulando pessoas suscetíveis à doença”, a
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas