Medina, Italo, Mineirinho e Filipinho vão às oitavas na Austrália

esportes
08.04.2021, 15:30:00
Gabriel Medina está garantido nas oitavas de final da segunda etapa do Circuito Mundial de surfe (Foto: Dunbar/WSL)

Medina, Italo, Mineirinho e Filipinho vão às oitavas na Austrália

Deivid Silva e Yago Dora também se classificam, enquanto bicampeão mundial e líder do ranking John John Florence é eliminado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O surfe do Brasil segue firme nas águas da praia de Merewether, em Newcastle, na Austrália, local da segunda etapa do Circuito Mundial. Seis surfistas do País estão vivos e avançaram nesta quinta-feira (8) às oitavas de final. São os campeões mundiais Gabriel Medina, Adriano de Souza (Mineirinho) e Italo Ferreira, além de Filipe Toledo, Deivid Silva e Yago Dora.

Enquanto Mineirinho derrotou o francês Jeremy Flores e agora vai pegar o australiano Julian Wilson, Gabriel Medina passou na terceira fase pelo australiano Connor O'Leary e vai enfrentar o português Frederico Morais de olho na vaga nas quartas de final.

Já Italo Ferreira venceu o convidado local Jackson Baker e tem pela frente o americano Griffin Colapinto. Fechando as baterias do dia, Filipinho deu um show à parte batendo o italiano Leonardo Fioravante e se qualificando para duelar com Yago Dora, que deixou para trás o australiano JackFreestone.

Já Deivid Silva eliminou o compatriota Caio Ibelli, que terminou a etapa de Newcastle na 17.ª posição, assim como Miguel Pupo. Quem também caiu na terceira fase foi o bicampeão mundial e líder do ranking John John Florence.

Depois do adiamento na véspera pelas fracas condições do mar, as ondas melhoraram o suficiente para a realização da fase dos 32 melhores na praia de Merewether. Gabriel Medina e Connor O´Leary só abriram a primeira bateria do dia depois de esperarem por 10 minutos.

Essa foi a primeira vitória de Gabriel Medina desde que ele fechou com o novo técnico, Andy King, que trabalhou por anos com o tricampeão mundial Mick Fanning. No início da temporada, o brasileiro encerrou a parceria com o padrasto Charles Saldanha, seu mentor desde o início da carreira.

"Ele (Andy King) é uma lenda. Eu tenho falado muito com o Mick. Eu estava procurando por um bom técnico. Essa é a minha primeira vez sem meu pai. Ele (King) entende muito de surfe, surfa muito bem, me dá muitas dicas técnicas e está me ajudando muito. Estou me sentindo bem, com a prancha boa e espero que venham ondas boas nos próximos dias", disse Gabriel Medina.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas