A exposição Mariana, de Christian Cravo, tem montagem de bom nível

césar romero
10.09.2018, 05:00:00

A exposição Mariana, de Christian Cravo, tem montagem de bom nível

Registros fotográficos da maior tragédia ambiental do país, com o rompimento da Barragem do Fundão, Mariana – Minas Gerais (2015), que vitimou fatalmente dezenove pessoas e desabrigou centenas de família é tema desta exposição de Christian Cravo. A retenção desta memória está nas vinte e oito fotografias impressas em fine art, em médias dimensões. As imagens coloridas em tons baixos, terrosos, entre sépias, ocas, cinzas e marrons, apresentam vestígios do que ficou, são registros de lama que se infiltram nas casas, nos caminhos, devastando sonhos, memórias, relembranças, reminiscências do lugar.

Depois de um mês da tragédia, Christian Cravo se deu por convencido que precisava mostrar aquele momento. Passou três dias imerso nos detritos de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo buscando o que mais lhe tocava aos olhos, a emoção e a razão. Surgem cortinas enlameadas, com seu drapeado preso, restos de roupas e calçados quase soterrados, retratos dos habitantes e de suas famílias cobertas pelo barro, sofás vazios, livros dispostos em prateleiras, com títulos apagados, discos retorcidos, imagens de santos com pátina arenosa, escovas de dente.

Momentos comoventes como as fotos das fotos de Josué, Luís, João e álbuns de família. O que foi feito como memória se desfez no desastre, entre pó e lama. Destaque para as fotos de roupas secando num varam de arame farpado, baby dreams, sapato e álbum de família.

Nada pode ser mais doído que o desarraigo, a vida, o corpo e a casa. Nosso corpo é a eterna morada, que se desfaz quando da morte, encerrando assim a dialética em nós. Nossa casa a proteção, para onde retornamos todos os dias, desaparece, provocando o completo sentimento de desproteção.

São memórias iconográficas que Christian congelou.

A exposição é inteiramente acessível para deficientes visuais, com textos e legendas em braile, além de disponibilização de audiodescrição das fotos.

Christian Cravo soma 27 anos de carreira e é atualmente um dos nomes mais respeitados da fotografia contemporânea brasileira. Tem seu trabalho reconhecido internacionalmente com exposições próprias em espaços consagrados em todo o mundo.

A exposição Mariana tem montagem de bom nível. As fotografias parecem pinturas e trazem em sua pele escurecida, mistérios. A pintura da sala expositiva tem tons fechados de violeta, o que traz um novo interesse, pois dá uma atmosfera enlutada ao ambiente, seguindo o tratamento do tema. Ainda a luz perfeita da iluminação de João Batista, que valoriza cada peça do conjunto exposto.

A montagem engrandece a mostra que está correta em seus valores intrínsecos.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/o-ultimo-a-sair-apaga-a-luz-do-othon-hotel-ja-esta-sem-nenhum-hospede/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/piloto-alema-de-17-anos-sofre-acidente-grave-e-sera-operada/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/temer-ressalta-forca-e-estabilidade-das-instituicoes-em-pronunciamento/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sessao-do-tj-ba-e-suspensa-apos-confusao-e-retirada-de-advogado/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/confira-o-clipe-da-cantora-argentina-lali-em-parceria-com-pabllo-vittar/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/voce-sabia-que-o-ford-mais-vendido-na-america-do-sul-e-feito-na-bahia/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/mostra-multimidia-homenageia-os-40-anos-do-correio/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/igreja-transmite-momento-em-que-pastor-e-baleado-em-culto-veja/