Menina de 12 anos é esfaqueada por colega em frente a escola em Castelo Branco

salvador
29.03.2012, 14:59:00
Atualizado: 29.03.2012, 19:23:01

Menina de 12 anos é esfaqueada por colega em frente a escola em Castelo Branco

A vítima, de 12 anos, e a agressora, que tem apenas 14 anos, são alunas do período da tarde

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Da Redação
Atualizada às 18h56

Uma menina de 12 anos foi esfaqueada por um colega de escola no início da tarde desta quinta-feira (29), no bairro de Castelo Branco. Segundo informações da administração do colégio municipal, a vítima e a agressora, que tem apenas 14 anos, são alunas do período da tarde.

A vítima foi agredida a facadas e foi atingida no peito e na cabeça. Ainda de acordo com o Colégio Dona Arlete Magalhães, a agressão aconteceu quando as duas alunas chegavam na escola, mas nada aconteceu dentro do prédio.K.G.S foi socorrida por uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital do Subúrbio e já foi liberada.

A agressora L.S.J fugiu do local, mas foi encontrada e encaminhada para a Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), onde prestou depoimento a titular Claudenice Mayo e confessou o crime. De acordo com a delegada, a jovem contou que agrediu K.G.S por ciúmes, já que a vítima adicionou o perfil do namorado da agressora na rede social Orkut.

Inicialmente, os agentes da 47ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM- Pau da Lima) foram ao colégio e alunos não souberam explicar o motivo da briga entre as duas alunas, já que elas não eram da mesma sala, nem da mesma série.

A administração da escola ainda informou que nunca houve episódios de violência ou confusão dentro ou nas proximidades do colégio e nenhum dos alunos reportou à direção que tivesse sido agredido ou ameaçado por colegas.

Apesar do que diz a escola, moradores afirmaram que ontem, por volta das 18h, cerca de 20 alunos teriam cercado a adolescente, que na tarde de hoje esfaqueou a colega, em uma rua ao lado do colégio.

Uma moradora que não quis ser identificada afirmou que um vizinho teve que chamar a polícia que chegou ao local e impediu que a adolescente fosse agredida.A delegada informou ainda que a agressora L.S.J permanecerá na DAÍ até ser encaminhada para o Ministério Público.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas