Minas rescinde contrato com Maurício Souza após declarações homofóbicas

esportes
27.10.2021, 16:45:00
Maurício Souza não é mais atleta do Minas Tênis Clube (Reprodução/Instagram)

Minas rescinde contrato com Maurício Souza após declarações homofóbicas

Clube encerra vínculo com jogador depois de reunião da diretoria e pressão de patrocinadores

Maurício Souza não é mais jogador do Minas Tênis Clube. Nesta quarta-feira (27), o clube divulgou um comunicado e confirmou a rescisão de contrato com o atleta, de 33 anos. A decisão foi tomada após as mensagens de teor homofóbico publicadas pelo central nas redes sociais.

O clube oficializou a saída do jogador minutos depois de Maurício postar um vídeo pedindo desculpas por "defender o que acredita". O atleta não se mostrou arrependido pelas declarações homofóbicas e reforçou que seguirá defendendo sua "opinião".

"Infelizmente a gente não pode mais dar opinão, não pode mais colocar os valores acima de tudo, os valores de família, os valores do que a gente acredita. Mas os valores de vocês a gente tem que respeitar a qualquer custo, ou a gente é taxado como homofóbicos ou preconceituosos. Eu não concordo com isso", afirmou.

Maurício Souza estava afastado das atividades do Minas desde terça-feira (26), e também foi multado. O jogador postou uma mensagem de despedida do clube no Instagram e falou que o 'legado continua'.

"Não sou mais jogar do Minas! Agradeço aos meus companheiros, comissão técnica, meu Fisio, ao meu diretor, presidência e sócios por tudo! Sigo meu caminho plantando o que acredito, meu legado continua! O que deixarei para meus filhos e netos é o que conta no final".

As punições aconteceram após pressão dos dois principais patrocinadores da equipe de vôlei masculino do Minas, a montadora Fiat e a produtora de aço Gerdau, que pediram que "medidas cabíveis" fossem tomadas em relação às postagens do central.

Ainda na terça, o atleta usou uma rede social diferente para fazer uma retratação. Ele usou seu perfil no Twitter, no qual tinha menos de 50 seguidores na hora da publicação, para se desculpar. Já as mensagens de teor homofóbico haviam sido postadas no Instagram, onde Maurício tem mais de 320 mil seguidores.

Por isso, houve insatisfação de uma das patrocinadoras, que queria que ele se retratasse no mesmo espaço que realizou os posts. Nesta quarta, veio o vídeo no Instagram, que incomodou as empresas e o próprio clube.

Técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, Renan dal Zotto também se posicionou de forma contundente e fechou as portas para Maurício.

"Fiquei decepcionado.  É inadmissível este tipo de conduta do Maurício e eu sou radicalmente contra qualquer tipo de preconceito, homofobia, racismo. Em se tratando de seleção brasileira, não tem espaço para profissionais homofóbicos. Acima de tudo preciso ter um time e não posso ter este tipo de polêmica no grupo. Não me refiro apenas ao elenco dos atletas. É geral, para todos os profissionais", disse Renan, em entrevista ao jornal O Globo.

Vale lembrar que outros jogadores do Minas criticaram o jogador. O líbero Maique, o levantador William e o ponteiro Henrique Honorato usaram suas redes sociais para se posicionar contra as opiniões do colega.

"Não compactuo com o posicionamento do Maurício Souza, sou contrário à [sic] manifestações preconceituosos, homofóbicas ou racistas. Construí minha carreira nesses trinta anos com muita disciplina e suor, sempre respeitando as diferenças. Nunca me envolvi em polêmicas, por preservar meus filhos e minha família, que é o bem mais precioso que conquistei", escreveu William, campeão olímpico na Rio 2016 junto com Maurício Souza.

"Está aqui meu posicionamento, em relação ao clube e nosso companheiro de equipe, isso é algo que eles tem que resolver. Não há nada que eu possa fazer. E passar o pano também não vou porque é algo grave! Homofobia não é opinião", postou o líbero Maique, que é gay.

"Eu não compactuo com homofobia ou qualquer tipo de preconceito, acredito na igualdade", disse Henrique Honorato.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas