Morre vítima de covid secretário de turismo de Cairu

bahia
13.06.2021, 18:43:00
Júlio Oliveira (divulgação)

Morre vítima de covid secretário de turismo de Cairu

Oliveira estava internado em Itabuna

Morreu neste domingo Júlio Oliveira, secretário de turismo de Cairu, na Bahia. Oliveira estava internado em Itabuna com covid-19 e deixa esposa e três filhos. Ele ocupava pela segunda vez o cargo. A primeira havia sido de 2009 a 2012. 

Natural de Valença, Júlio formou-se em Turismo pela Faculdade Zacarias de Góes (FAZAG). Começou a carreira em 1996, como diretor de Agricultura e Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Valença. Também havia sido diretor de Turismo e Secretário Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Cultura de Valença.

Além disso, o secretário foi Consultor da Associação dos Municípios do Baixo Sul da Bahia, onde coordenou a Câmara Técnica de Turismo de 2015 a 2010.

Na esfera estadual, exerceu o cargo de diretor de Serviços Turísticos da Secretaria Estadual de Turismo do Governo da Bahia e atuou também como secretário executivo do Fórum Estadual de Turismo. Em 2014, foi convidado para assumir a função de secretário municipal de Turismo de Itacaré. 

Além de secretário de turismo de Cairu, atualmente Júlio também era diretor financeiro da Associação Nacional dos Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo (Anseditur).

Prefeito de Cairu, Hildécio Meireles (Dem) lamentou o falecimento de seu secretário e amigo, a quem classificou como "um ser humano de muito boa índole", além de "valoroso profissional, dedicado, competente, capaz e abnegado pela causa da atividade turística". O prefeito prestou solidariedade a amigos, colegas e familiares. 

"Tantos planos nós tínhamos juntos para alavancar a qualificação do nosso destino, o Arquipélago de Tinharé. Júlio não fará só falta a Cairu, mas a toda Bahia", publicou o prefeito. 

Cairu está sob medidas restritivas tanto do Governo do Estado quanto da Prefeitura local. O decreto do Governo do Estado sobre o toque de Recolher é válido até a próxima terça-feira (15).

Além disso, de acordo com decreto municipal publicado na última quinta-feira (10), está restrita a locomoção de pessoas das 21h30 às 5h da manhã. O decreto vale até o próximo dia 18. Bares e restaurantes podem funcionar até as 21h de maneira presencial e, a partir disso, somente por delivery.

Esses estabelecimentos só podem funcionar com até 50% da capacidade. As balsas que oferecem o serviço de bar flutuante só podem fazer passeios até as 18h. Hoteis e pousadas podem funcionar com até 70% da capacidade e está proibida a venda de day use nas ilhas do arquipélago.

Culturos religiosos em templos podem acontecer com até 30% da capacidade máxima do local. No entanto, o decreto proíbe cerimônias de casamento, batizados e eventos públicos como solenidades de formatura, passeatas e afins. 

Cairu registrou 1256 casos positivos de coronavírus desde o início da pandemia. 14 pessoas morreram vítimas da doença no município.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas