Movimento Urbano de Arte Livre divulga selecionados para a segunda edição

entretenimento
12.03.2021, 13:55:00
(Foto: Antonio Chequer/Divulgação)

Movimento Urbano de Arte Livre divulga selecionados para a segunda edição

Conheça os quatro artistas que vão começar os murais ainda em março

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os quatro artistas que farão parte da segunda edição do Movimento Urbano de Arte Live (Mural) foram divulgados pela organização do projeto, nesta sexta-feira (12). São eles o “DoisDetalhes”, assinatura conjunta dos artistas Tiago Ramsés e Ananda Santana; Stella Bosini; Anderson Santos; e Oliver Dórea.

Os artistas vão executar quatro grandes obras de arte que completam os 10 murais da primeira edição, realizada em 2016. Os curadores do Mural responsáveis pelo resultado desta edição são o professor, artista e doutor em Artes Visuais pela Ufba Zé de Rocha e a jornalista e produtora cultural Vanessa Vieira, também idealizadora do projeto.

“DoisDetalhes”, dos artistas Ananda Santana e Tiago Ramsés, atua há quatro anos na cena artística baiana, com influências marcantes de ilustrações, design, stencil e grafite. Os dois têm trabalhos bem distintos. Ananda mostra a representatividade da mulher negra desenhando seus rostos e Tiago trabalha com estênceis e muitas folhas coloridas.

Nascida na Itália, a artista plástica, pintora, ilustradora, muralista e tatuadora Stella Bosini mora em Salvador desde 2012. Além de trabalhos no Carnaval, também é muralista em terreiros de candomblé. Algumas de suas influências temáticas são a riqueza e variedade dos povos, e o papel da mulher.

Pintor e desenhista, Anderson Santos trabalha com óleo sobre tela, cartão, madeira, grafite, carvão sobre papel e também pintura e desenho digital. Mestre em Artes Visuais pela UFBA, expôs nas principais capitais brasileiras e participou da Expoarte em Milão, em 2015, e da Esposizione Triennale delle Arti Visive, em Roma.

Por fim, Oliver Dórea, cujo trabalho ficou amplamente conhecido ao ilustrar assentos dos ônibus que circulam em Salvador, é autodidata e iniciou suas atividades ainda criança. Professor de arte do ensino fundamental, desenvolve projetos e experimentações artísticas de técnicas mistas, grafite, desenhos, gravuras, pinturas, esculturas, cerâmicas e instalação artística.

Com a temática "Separado é Tudo Junto", os quatro selecionados vão iniciar a execução dos murais durante o mês de março com previsão de término em abril. O tema desta segunda edição foi inspirado na expressão Tudo junto é separado e Separado é Tudo Junto, utilizando a arte "como ferramenta que proporciona sentimento de união e acolhimento, diante de um cenário tão difícil", diz a organização do evento.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas