Mulher de Schumacher pede à imprensa que deixe médicos e família em paz

mundo
07.01.2014, 09:02:00

Mulher de Schumacher pede à imprensa que deixe médicos e família em paz

Schumacher está internado desde o último dia 29, quando sofreu um traumatismo craniano enquanto esquiava em uma área fora da pista de estação Méribel, na França

A mulher do ex-piloto Michael Schumacher, Corinna Schumacher, pediu à imprensa que deixe a família e os médicos tranquilos para dar sequência ao tratamento que o alemão precisa para se recuperar. Schumacher está internado desde o último dia 29, quando sofreu um traumatismo craniano enquanto esquiava em uma área fora da pista de estação Méribel, na França.

Ele se chocou com uma pedra. “Para mim é importante que deixem o hospital e os médicos tranquilos para que possam trabalhar em paz. Por favor, deixem tranquila também a nossa família”, disse Corinna em um comunicado emitido hoje. Ontem, o Centro Hospitalar Universitário de Grenoble divulgou que o estado de saúde de Schumacher ainda é considerado crítico, mas estável.


O anúncio foi feito pelo hospital e pela porta-voz do heptacampeão mundial de F-1. Ainda na segunda, a procuradoria francesa informou que vai se pronunciar amanhã sobre a investigação do acidente sofrido por Michael Schumacher. A procuradoria já ouviu a porta-voz do ex-piloto, Sabine Kehm, o filho de Schumacher, Mick, de 14 anos, e um amigo que o acompanhava na hora.

Na sexta-feira, a câmera que estava acoplada ao capacete do alemão no momento do acidente foi entregue pela família à polícia. De acordo com a porta-voz, a câmera do capacete foi voluntariamente dada pela família às autoridades de investigação. O promotor Patrick Quincy afirmou que investigadores franceses estão tentando obter as supostas imagens da queda de Michael Schumacher.


Segundo a revista alemã “Der Spiegel”, um turista que filmava a namorada na estação de Méribel captou ao fundo a queda de um esquiador em baixa velocidade que pode ser o ex-piloto alemão. Schumacher é o piloto com mais títulos mundiais na história da F-1 -sete entre 1994 e 2004- e venceu 91 provas em sua carreira. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas