Mulheres do Irã são proibidas de frequentar estádios: 'Pecado'

esportes
17.10.2018, 16:54:00
A proibição de mulheres iranianas nos estádios existe desde 1979 (AFP)

Mulheres do Irã são proibidas de frequentar estádios: 'Pecado'

"Mulher ir ao estádio e encontrar homens quase pelados leva ao pecado", justificou autoridade

As mulheres iranianas estão proibidas de frequentar estádios de futebol. A decisão é do procurador-geral do Irã, Mohamed Jafar Montazeri, que vetou autorizações para que torcedoras possam acompanhar partidas de futebol masculino.

"Não concordo com a presença destas mulheres ontem no estádio Azadi. Somos um Estado islâmico, somos muçulmanos", declarou Montazeri, ao se referir ao fato de, na terça-feira (16) à noite, centenas de iranianas terem sido liberadas para acompanhar o amistoso entre a seleção do seu país diante da Bolívia, no estádio Azadi, em Teerã. Só entraram no estádio mulheres previamente autorizadas. O Irã venceu o jogo por 2x1.

"Que uma mulher vá ao estádio e encontre homens quase pelados com roupas de esporte, isso leva ao pecado", justificou Montazeri.

A proibição de iranianas nos estádios existe desde a vitória da revolução islâmica, em 1979. Oficialmente, é justificada como uma "proteção das grosserias dos homens".

O presidente do Irã, Hassan Rohani, já declarou que é contra a medida. No entanto, ele não pode mexer na lei, porque é algo que esbarra na oposição ultraconservadora do governo.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas