Multidão vai até o Comércio homenagear Nossa Senhora da Conceição

salvador
08.12.2021, 10:47:49
(Foto: Arisson Marinho / CORREIO)

Multidão vai até o Comércio homenagear Nossa Senhora da Conceição

Acesso ao templo foi controlado para evitar aglomerações

As celebrações pelo dia de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da Bahia, começaram cedo em Salvador. Teve alvorada às 4h e uma multidão acompanhou na manhã desta quarta-feira (8) a missa presidida pelo arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, cardeal D. Sérgio da Rocha, na igreja que leva o nome da santa, no bairro do Comércio. 

Por conta do risco de transmissão da covid-19, o acesso do público ao templo foi controlado e muita gente teve que assistir à missa do lado de fora da igreja. Uma imagem foi colocada na calçada e se tornou ponto de oração, agradecimentos e fotos, muitas fotos. A celebração começou às 9h30 e, às 11h, será feita uma carreata com a imagem até a Basílica Santuário Senhor do Bonfim. 

(Foto: Arisson Marinho / CORREIO)
(Foto: Arisson Marinho / CORREIO)
(Foto: Arisson Marinho / CORREIO)
(Foto: Arisson Marinho / CORREIO)
(Foto: Arisson Marinho / CORREIO)
(Foto: Arisson Marinho / CORREIO)
(Foto: Arisson Marinho / CORREIO)
(Foto: Arisson Marinho / CORREIO)

Dentro da igreja, o público aproveitou os minutos antes do início da celebração para oferecer rosas brancas e amarelas para Nossa Senhora e fizeram orações. Maria Rita Soares, 48 anos, disse que agradeceu pela recuperação do filho e da mãe dela - os dois tiveram covid - e que fez um pedido, mas preferiu não contar. 

"Nossa Senhora é mãe e sabe como nosso coração fica apertado quando essas coisas acontecem. Meu filho e minha mãe tiveram sintomas e eu fiquei muito preocupada porque conhecemos pessoas que morreram dessa doença. Eles se recuperaram e vim agradecer. Fiz um pedido também, mas prefiro não contar até ele ser atendido", disse. 

Quem não conseguiu um lugar para sentar acompanhou a celebração em pé, nos corredores, e com terço nas mãos. O coral também se destacou. Com representantes em cada uma das sacadas do templo, os cantos encheram o interior da igreja e provocou aplausos. 

Policiais militares e guardas municipais ajudaram a ordenar a festa.

Haverá outras massas ao longo do dia: às 12h, 14h e 17h (esta é a Missa da Amizade, por todos os fiéis que colaboram para a realização da festa).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas