Murray se despede do Aberto da Austrália com derrota

esportes
14.01.2019, 11:10:00
Atualizado: 14.01.2019, 11:10:32
Andy Murray é eliminado na estreia do Aberto da Austrália ( Greg Wood/AFP)

Murray se despede do Aberto da Austrália com derrota

Roger Federer vence fácil

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em estágios bem diferentes da carreira, Roger Federer e Andy Murray entraram em quadra nesta segunda-feira no Aberto da Austrália e tiveram destinos opostos. Enquanto o suíço avançou com tranquilidade para a segunda rodada do primeiro Grand Slam da temporada, o britânico caiu logo na estreia, naquele que foi o último jogo da sua carreira em Melbourne. 

Murray, porém, não se despediu sem lutar. E muito. O britânico, que anunciou, às vésperas do Aberto da Austrália, a decisão de se aposentar na próxima edição de Wimbledon, por causa das constantes dores na região do quadril, ficou em quadra por 4 horas e 9 minutos. 

Cinco vezes vice-campeão em Melbourne, Murray, hoje apenas o número 229 do mundo, encarou o espanhol Roberto Bautista Agut, o 24º colocado no ranking da ATP, e perdeu por 3 sets a 2, com parciais de 6/4, 6/4, 6/7 (5/7), 6/7 (4/7) e 6/2. 

A derrota foi a primeira de Murray em um rodada inicial de Grand Slam desde a edição de 2008 do Aberto da Austrália. Esta também foi a primeira vitória de Bautista Agut em quatro confrontos com o britânico. E agora o espanhol, que neste começo de temporada foi campeão do Torneio de Doha, terá pela frente o australiano John Millman. Murray deixou a quadra da Melbourne Arena ovacionado pela torcida.

Federer vence fácil
Atual bicampeão e dono de seis títulos do evento, o suíço Roger Federer não teve problemas na estreia. O número 3 do mundo venceu o usbeque Denis Istomin, o 101º colocado no ranking da ATP, por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/4 e 6/4, em 1 hora e 57 minutos. 

Esta foi a 94ª vitória de Federer no Aberto da Austrália, sendo a 15ª consecutiva. E o próximo adversário vai ser o britânico Daniel Evans (189º do mundo), que na estreia derrotou o japonês Tatsuma Ito (7/5, 6/1 e 7/6).

Vice-campeão do Aberto da Austrália em 2018, o croata Marin Cilic também teve êxito na sua estreia. O número 7 do mundo passou pelo australiano Bernard Tomic, 88º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/4 e 7/6 (7/3), em 2 horas e 3 minutos. O norte-americano Mackenzie McDonald (79º), que derrotou o russo Andrey Rublev por 6/4, 6/4, 2/6 e 6/4, será o seu oponente na segunda rodada em Melbourne.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas