Música, dança e artes visuais produzidas por mulheres, no YouTube

quantA
23.04.2021, 06:00:00

Música, dança e artes visuais produzidas por mulheres, no YouTube


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Nos próximos dias 27, 28, 29 e 30, acontece, direto da Casa Rosada, o projeto Emaranhadas - Casa Rosada ConVida. São três apresentações individuais - ao vivo - e uma coletiva. A cantora Jann Souza, a dançarina Talita Melo e a artista plástica Aislane Nobre são as artistas selecionadas.

O projeto Emaranhadas - Casa Rosada ConVida é uma realização da Casa Rosada, contemplado pelo pelo Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens Artísticas da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador, por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, com recursos oriundos da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal.

Sobre a Casa Rosada

É um espaço alternativo que promove a atividade artística e cultural. Inaugurada em 2018, a Casa dá ênfase às pautas das mulheres e minorias, com o fomento de atividades que integrem as linguagens artísticas a uma discussão sobre a sociedade. O local já abrigou projetos próprios, como o Corpo em Casa, Cineclube Feminista, Construções Feministas e o Circuito CASAS; e de terceiros, como shows, aulas, oficinas, apresentações de teatro, dança e artes visuais.


branda

Foto: Alexandra Martins/divulgacao

Branda

Espetáculo de dança Branda trata da violência contra mulher em coreografia de Talita Sueli. O trabalho feminino e feminista nasceu da reunião de mulheres de locais, realidades e vivências diferentes, que escolheram usar seus corpos para falar sobre assédio, estupro e violência doméstica.

A trilha sonora é composta pela colagem de relatos de mulheres, gravados em áudios. Com as vozes das entrevistadas alteradas, por privacidade, o recurso foi escolhido para compor uma atmosfera realista
 

jan
Foto: Alexandra Souza/divulgação

Jann Souza

O pocket show intimista da intérprete Jann Souza traz canções autorais do EP Passarinho. A proposta da artista é trazer, para o público, letras que abordam o empoderamento feminino além da afetividade da mulher negra. 

Além de interpretar canções, Jann vai contar histórias e experiências que serviram de inspiração para compor cada uma delas. “Acredito que, pelo fato de existir como mulher negra e lésbica, em uma sociedade racista, machista e lesbofóbica, o feminismo negro transcende em mim como herança das minhas ancestrais e reflete nas minhas músicas”, resume a artista.

aislane

Foto: Joao Rafael Neto/divulgação

Aislane Nobre

A artista compôs a exposição Imagens da Ancestralidade em Tramas da Pele reunindo um conjunto de ações que conduziram os resultados artísticos, durante sua formação em artes visuais. Na mostra, as peças foram criadas e apresentadas com base nas relações de Aislane e dos seus ancestrais.

“Meu trabalho e minha vida são uma coisa só e acabam trazendo à tona as reflexões que faço, sobretudo dentro do ambiente familiar. Não me vejo fazendo uma arte que não relacione as minhas problemáticas, o que vivo e sinto”, explica.



Serviço

Projeto Emaranhadas - Casa Rosada ConVida

27 (terça) - Espetáculo de dança Branda, com Talita Melo, Meirejane Lima e Larissa Vitória

28 (quarta) - Exposição Imagens da Ancestralidade em Tramas da Pele, da artista plástica Aislane Nobre

29 (quinta) - Pocket show intimista da Jann Souza

30 (sexta)- Apresentação única com as três artistas

*Transmissão pelo canal do Youtube da Casa Rosada, sempre às 18h.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas