'Não acredito que ele estuprou', diz tia de padrasto suspeito de matar enteada

salvador
23.01.2019, 11:40:00
Atualizado: 23.01.2019, 12:39:54
(Foto: Acervo Pessoal)

'Não acredito que ele estuprou', diz tia de padrasto suspeito de matar enteada

Edson estava foragido, mas acabou morto por traficantes do BDM

Tia do ajudante de pedreiro Edson Neri Barbosa dos Santos, 27 anos, suspeito de estuprar e matar a enteada Ágatha Sophia, 2, a cuidadora de idosos Railda Santos, 50, lamentou a morte da criança, ocorrida no último domingo (20), mas afirmou ter dúvidas em relação à acusação de que o sobrinho estuprou a menina antes de matá-la.

"Foi terrível o que aconteceu com a criança. Mas não acredito que ele (Edson) tenha feito isso. Convivi com ele e jamais deu qualquer indício de tamanha crueldade", declarou a tia, numa conversa por telefone com o CORREIO, na manhã desta quarta-feira (23). 

Segundo ela, Edson cuidou de outras crianças antes de Ágatha e nunca houve nenhum problema. "Se ele fosse o que estão dizendo, ele teria estuprado minha neta, minha sobrinha e também a filha de 3 anos da ex-mulher dele, pois cansava de reclamar com a mãe porque deixava a menina andando somente de calcinha. Ele tinha o maior cuidado com elas", declarou a tia do ajudante de pedreiro.

Edson foi morto na noite de segunda (21) depois de ser capturado por homens que afirmaram ser integrantes da facção criminosa Bonde do Maluco (BDM). Em um vídeo, que circula nas redes sociais, é possível ver o ajudante de pedreiro amordaçado, sem roupa e com um ferimento na cabeça - ele era apontado pela Polícia Civil, que divulgou nome completo e foto, como o autor do estupro e morte da enteada. Ele estava sozinho com a criança em casa e a entregou à mãe para dar socorro.  

Polícia Civil divulgou foto de Edson Neris Barbosa, 27: suspeito do crime (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Questionada sobre o fato de Edson ter entregue para a mãe a criança desfalecida, sem esclarecer realmente o que houve e ter fugido para não ser preso pela polícia, Railda ponderou em relação ao envolvimento do sobrinho no crime.

"Se ele tinha algo a revelar, como ele queria encontrar com a mãe, levou consigo, pois mataram ele. Quiseram fazer justiça com as próprias mãos. Acredito, devido às circunstâncias, que ele possa ter envolvimento de alguma forma no crime, tipo ameaçado para não falar nada, facilitou alguma coisa, mas estuprar e matar, não, não acredito", declarou a tia. 

Leia também: 'Só fiz bater', diz suspeito de estuprar e matar enteada de 2 anos na Vila Canária

Ela disse ainda que a mãe de Edson foi internada assim que soube da morte do filho. "Eu mesma fui falar com ela. Passou mal na hora e precisou ir para o Hospital Roberto Santos. Não sei se ela terá condições de ir ao enterro dele", disse a tia.

Edson será sepultado às 11h desta quinta-feira (24), no Cemitério Municipal de Pirajá, o mesmo onde foi enterrado nesta terça-feira (22) a pequena Ágatha Sophia.

A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que ainda não há pistas dos envolvidos na morte de Edson - no vídeo, em que o ajudante de pedreiro aparece sendo torturado são pelo menos três homens.

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) disse que o prazo para a conclusão do laudo da causa morte de Ágatha Sophia é de 10 dias com possibilidade de prorrogação se houver necessidade de exames complementares - nessas condições, o laudo poderá sair em até 30 dias. O DPT não informou quais exames seriam realizados no corpo de Ágatha.

Mãe está com medo de ameaças 
No enterro de Ágatha Sophia todos estavam presentes - tios, tias, primos, amigos das famílias - com exceção da mãe da menina, Jéssica Silva, 21. Durante o velório, parentes das duas famílias acusavam Jéssica de negligência - por ter deixado a criança sozinha com o padrasto. 

Temendo pela vida, Jéssica não compareceu ao enterro da filha. Ela passou a terça-feira na casa de uma das avós da criança em Fazenda Coutos, Subúrbio Ferroviário. No entanto, precisou sair escoltada do local pela polícia. "Algumas pessoas souberam que estava aqui e queria linchar ela", contou uma prima de Jéssica ao CORREIO. 

Jéssica, 21 anos, com a filha Ágatha Sophia (Foto: Reprodução)

Diante das ameaças, a mãe de Ágatha Sophia está refugiada em um local e incomunicável, segundo a família. "Ela saiu às pressas com a polícia e não levou o celular",  disse um outro primo.

Abuso sexual
Ágatha deu entrada na UPA de São Marcos, no domingo, na companhia da mãe e já sem sinais vitais. Uma equipe de médicos que estava de plantão realizou procedimentos a fim de reanimá-la, mas a menina já estava morta, segundo a assessoria de comunicação da Secretaria da Saúde de Salvador (SMS).

Parentes afirmavam que médicos da unidade os alertaram sobre a possibilidade da menina ter sido abusada sexualmente antes de sofrer uma parada cardiorrespiratória – o que teria sido a causa da sua morte. “A SMS esclarece que não realiza investigação da causa da morte, procedimento de anuência do IML, local para onde o corpo foi encaminhado”, disse em nota. 

Ágatha morava em uma casa sem reboco com a mãe e o padrasto, na Rua José Gomes de Aguiar, no bairro de Vila Canária, em Salvador.

Saiba como prevenir, identificar e denunciar esses casos
A ONG Childhood Brasil, que busca promover e defender os direitos das crianças e adolescentes com foco na questão da violência sexual, dá dicas sobre como identificar indícios de que a criança é alvo de violência doméstica e sexual.

Itamar Gonçalves, um dos gerentes da ONG, conversou com o CORREIO e explicou como observar e agir nesses casos. Confira:

Autoproteção: Pode ser ensinada para crianças a partir de 3 anos. Veja como:
3 aos 5 anos - Nesta idade, as crianças já podem aprender a identificar as partes íntimas de seu corpo e o que ela não pode permitir que façam com seu corpo.
A partir dos 5 anos - A criança pode aprender noções de segurança pessoal, assim como ela já aprende, por exemplo, situações de risco como atravessar a rua.
A partir dos 8 anos - Deve-se iniciar um trabalho de informação sobre as condutas sexuais que são aceitas, de acordo com crenças e convicções de cada família

Observe os sinais:
*
Mudanças no comportamento sem explicação aparente, mudança de humor, comportamentos regressivos e agressivos, sonolência excessiva, perda ou excesso de apetite;

*Lesões, hematomas e machucados que não tenham explicação clara ou coerente de como aconteceram;

*Ocorrência de doenças sexualmente transmissíveis;

*Medo de adultos, medo de alguma pessoa específica que pode ser o potencial agressor, medo de escuro ou de ficar sozinho;

*Interesse sexual precoce através de brincadeiras de cunho sexual e uso de palavras ou desenhos que se referem às partes íntimas de forma precoce podem indicar uma situação de abuso.

Acha que uma criança está sofrendo violência sexual?
Busque canais
 como Disque 100, que é anônimo, o aplicativo do Ministério dos Direitos Humanos Proteja Brasil, ou dirija-se ao Conselho Tutelar (veja endereços aqui) e delegacias especializadas mais próximas. Eles irão investigar o caso.

Busque também o Ministério Público da Bahia (MP-BA) (sede em Salvador, na Avenida Joana Angélica, nº 1.312, Nazaré, e telefone (71) 3103-6400), os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) ou as delegacias comuns para denunciar.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/show-em-praia-do-forte-reune-wesley-safadao-gabriel-diniz-e-banda-eva/
As apresentações acontecem nesta sexta (19) e esquentam o clima do São João no estado
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/thais-fersoza-diz-que-filhos-nao-vao-ganhar-ovos-de-chocolate-na-pascoa/
A atriz prepara trufas com tâmaras, ameixas, nozes, amêndoas e cacau em pó
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/gloria-bell-mostra-que-ha-muita-vida-alem-dos-50-anos/
Julianne Moore é a protagonista em remake de comédia chilena
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/jason-momoa-faz-a-barba-pela-primeira-vez-em-sete-anos/
A campanha tem o objetivo de difundir o uso de alumínios recicláveis
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/imagens-mostram-jogador-daniel-sendo-empurrado-ao-sair-de-boate/
Segurança contou que ele tentou "importunar menina"; cena é de horas antes de crime
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sorriso-largo-familia-e-amigos-se-despedem-de-instrutor-da-fitdance-morto-com-leptospirose/
Instrutor e coreógrafo do FitDance morreu nesta quarta, vítima de leptospirose e insuficiência renal
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/iza-lanca-o-reggae-brisa-sua-nova-musica-de-trabalho-ouca/
Cantora deve assumir também uma das cadeiras do The Voice ainda este ano
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/filme-de-keanu-reeves-aborda-clonagem-e-poder-de-ressuscitacao/
Cópias - De Volta à Vida fracassou e fez apenas quatro milhões de dólares nos EUA
Ler Mais