'Não é uma história de fofoca', afirma Léo Dias sobre biografia de Anitta

entretenimento
07.04.2019, 20:26:40
Atualizado: 07.04.2019, 20:43:15
'Foi uma loucura esta empreitada e ter a ideia de contar uma história como essa', afirma Leo Dias (Foto: Mauro Akin Nassor/ CORREIO)

'Não é uma história de fofoca', afirma Léo Dias sobre biografia de Anitta

O colunista lançou em Salvador o livro 'Furacão Anitta', que chega as lojas por R$ 29,90

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O lançamento da biografia não autorizada de Anitta atraiu diversos fãs não só da cantora, mas também do autor e colunista Léo Dias para a tarde de autógrafos do livro Furacão Anitta, que aconteceu neste domingo (07), na Livraria Saraiva do Salvador Shopping. E quem passou por lá, queria saber mesmo as curiosidades que o colunista das celebridades tinha para contar sobre uma das maiores e mais polêmicas estrelas pops do país. 

“Eu assisto ele todo dia. Te tanto ele falar das tretas com Anitta eu fiquei na curiosidade de saber quais são as bombas sobre ela que tem aqui nesse livro”, afirmou a comerciante, Edileusa Mota, de 44 anos, que aguardava ansiosa pelo autografo na fila. 
A manicure Ana Paula de Souza, também espera ver todo esse ‘furacão’ quando começar a se debruçar na leitura do livro. “Leo Dias é um profissional brilhante. Ele não é mascarado, defende o trabalho dele. Assim como Anitta”. 

Edileusa Mota fez questão de garantir o livro: 'assisto ele todos os dias. Fique curiosa em saber todas as bombas sobre Anitta'
(Foto: Mauro Akin Nassor/ CORREIO)

E o livro realmente promete revelações e grandes segredos como garante o colunista do jornal O Dia e apresentador do programa Fofocalizando, do SBT. “Não é uma história de fofoca. É uma história de superação de uma menina pobre que chegou ao topo da música”. No capítulo ‘Não é sorte é fé’, ele conta o que considera uma das partes mais importantes do livro, a relação de Anitta com o Candomblé. 

“Sem dúvida, é um dos capítulos mais reveladores. Anitta não é macumbeira é candomblecista. O pai de santo dela precisou vir a Salvador para confirmar ela no Candomblé. Quando ela me autorizou a falar sobre isso ela queria acabar com o preconceito que você sabe que ainda existe sobre a religião de matriz africana. É um grande passo que a gente dá”, destaca Leo Dias. 

Fãs de Anitta, as irmãs Beatriz Araújo de 16 anos e Bruna Araújo, 14 anos, admiram  a cantora, principalmente pela trajetória, principalmente por ser jovem e de origem humilde. A principal curiosidade é: Quando termina a carreira de Anitta? É mais uma das revelações que a biografia traz. 

“Ela saiu da favela, foi muito criticada, mas chegou onde chegou por mérito dela. Isso me mostra que se a gente é capaz de fazer algo, tem que correr atrás”, afirma Beatriz. “Tudo que ela faz é com muita sinceridade. Ela é maravilhosa”, completa Bruna. 

O livro Furacão Anitta (Ediouro) está sendo vendido por R$ 29,90. Os dramas, polêmicas, histórias da transformação da vida da jovem Larissa de Macedo Machado em Anitta tem toda uma ligação com Salvador, como acrescenta ainda Leo Dias. 

“Foi uma loucura esta empreitada e ter a ideia de contar uma história como essa. Quis colocar Salvador logo de cara no inicio das sessões de autógrafos muito por conta da ligação de Anitta com a cidade que é muito forte. Ela sente diferente aqui”. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas