'Não vai ter Formiga, Cristiane para sempre', desabafa Marta

esportes
23.06.2019, 19:28:00
(Foto: CBF/Divulgação)

'Não vai ter Formiga, Cristiane para sempre', desabafa Marta

Artilheira fez apelo para valorização e renovação no futebol feminino

“Não vai ter uma Formiga para sempre, não vai ter uma Marta para sempre, não vai ter uma Cristiane. O futebol feminino depende de vocês para sobreviver”. Esse foi o apelo da maior artilheira da história das Copas.

Após a eliminação do Mundial Feminino, na tarde deste domingo (23), para a França, a jogadora fez questão de pensar no futuro do esporte. De olho nas próximas gerações, lembrou a importância desta edição da competição, que foi televisionada.

“A Copa é um momento especial, tem que aproveitar. Valorizar mais,  a gente precisa. Emociona? Sim, é um momento emocionante. Eu queria estar sorrindo, ou chorando de alegria. Mas tem que chorar no começo para sorrir no fim”, desabafou.

Aos 33 anos, ela não declarou se estará na próxima edição - quando terá 37. A volante Formiga, veterana da equipe, estará com 44, enquanto Cristiane terá 38.

Luta até o fim
Sobre a partida contra a França, Marta exaltou a Seleção Brasileira. “Sem dúvida, a gente deu nosso melhor. Vocês viram. Algumas [jogadoras] foram até o fim, outras foram substituídas, mas deram o máximo. Foi um grande jogo. Esperavamos tudo, a torcida contra... Porém, a gente fez um grande trabalho. Não conseguimos a vitória, mas é seguir em frente, com a cabeça erguida”.

Os elogios ao grupo também foram dados pelo técnico Vadão.

“Foi uma bela partida, um jogo que seria decidido no detalhe. Tivemos uma chance com a Debinha, que não conseguimos fazer. A jogada aérea delas é muito forte, é um time muito alto, mas nós tínhamos conseguido neutralizar. Infelizmente, sofremos o gol. Tivemos muitas substituições por problemas médicos... Talvez, nos pênaltis, a gente tivesse sorte melhor, ou em um lance de contra-ataque”, comentou. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas