Natureza do Cerrado inspira artes em nova exposição na Ondina

entretenimento
07.06.2018, 16:40:00
Liliane Dardot apresenta pinturas inspiradas na natureza do Cerrado (Foto: Divulgação)

Natureza do Cerrado inspira artes em nova exposição na Ondina

A artista plástica Liliane Dardot enxerga a vegetação como metáfora para falar de resistência e mudanças

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A natureza do Cerrado serve como metáfora sobre resistência para a artista plástica mineira Liliane Dardot, que assina as 12 pinturas da exposição No Oco das Horas. A mostra tem abertura hoje, às 20h, na galeria Roberto Alban, localizada na Ondina. Além das telas, a exposição inclui a instalação Et Erat Nox, com uma coluna suspensa de 6,20 m de altura, obtida pela articulação de uma sequência de saias. “O tema encanta por servir como analogia para tantas questões. Um dos motivos que me inspira é a capacidade dessa vegetação de se desenvolver nas situações mais adversas”. A exposição permanecerá até 7 de julho, de segunda a sexta, das 10h às 19h; e sábados, das 10h às 13h. 

Para a autora, pinturas abordam temas como renascimento e força para seguir em frente
(Foto: Divulgação)

 “Nós somos seres da natureza. Assim como as plantas se transformam e se adaptam ao meio, regulam seus ciclos ao clima, buscam a água nas profundezas, se orientam para a luz, encontram as formas mais diversas para se propagar, nós também dependemos de uma sintonia para sobreviver. A vida contemporânea nos afasta de um contato direto com o meio ambiente em todos os seus aspectos. A consciência ecológica é muito importante”, conclui Liliane Dardot, que recentemente participou da prestigiosa mostra Radical Women: Latin American Art, no Brookling Museum, New York, EUA.

Artista mineira já foi destaque em exposições internacionais
(Foto: Divulgação)

Serviço
Roberto Alban Galeria (Rua senta Pua, 53 - Ondina). 
Hoje, às 20h. 
Visitação: segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 13h. Até 07/07.
Entrada gratuita.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas