Neil Gaiman defende Sandman com atores negros e não-binários

entretenimento
02.06.2021, 16:40:00
Atualizado: 02.06.2021, 16:54:58
O escritor inglês Neil Gaiman e sua criação mais famosa, o Sandman (reprodução)

Neil Gaiman defende Sandman com atores negros e não-binários

Autor escreveu no Twitter: 'Não dou a mínima para quem não entende a HQ'; Morte será negra na série da Netflix

Após a Netflix anunciar o elenco de Sandman, série baseada nos quadrinhos de Neil Gaiman surgiram algumas reclamações sobre a escalação de atores negros e não-binários para os personagens da trama que já é um clássico da cultura pop. Porém, o criador da obra defendeu a escolha e criticou quem não entendeu o sentido das HQs originais. 

No último fim de semana, o streaming confirmou Mason Alexander Park como Desejo, personagem não-binário nas HQs, e Kirby Howell-Baptiste, atriz negra escalada como Morte, visualmente branca no material original. A produção e Neil Gaiman foram atacados na internet pela confirmação desses artistas na série de Sandman. O escritor respondeu no Twitter.

"Estou pouco me fo***** sobre o trabalho," respondeu para alguém que o acusou de não proteger os quadrinhos. "Passei 30 anos lutando com sucesso contra filmes ruins de Sandman. Não dou a mínima para quem não entende/não leu a HQ e reclama de Desejo não-binário ou sobre a Morte não ser branca o suficiente. Assista ao programa, decidam-se."

Morte e Desejo são irmãos de Sonho (Tom Sturridge), protagonista da série, e integrantes do panteão imortal chamado Perpétuos, no qual cada um deles incorpora um conceito central do universo. Embora Morte apareça com pele branca em Sandman, ela não é "branca" no sentido de ser caucasiana, mas um branco literal, como se tivesse a cor de um fantasma. 

A jovial Morte será interpretada pela atriz  Kirby Howell-Baptiste (reprodução)

Além de Kirby Howell-Baptiste como a Morte, Gaiman e a Netflix anunciaram os atores que vão viver os outros Perpétuos. Sonho ou Morfeu, o protagonista da série de HQ, será Tom Sturridge. E Gwendoline Christie (Lady Brienne, de Game of Thrones) será o novo Lúcifer. 

Tom Sturridge dará vida ao Lord Morfeu, o Sonho, na série da Netflix (reprodução)

Além disso,  Donna Preston, Desespero, gêmeo de Desejo. Juntando-se ao lado menos abstrato da história, Jenna Coleman vai interpretar Johanna Constantine, uma exorcista do século 18. Joely Richardson e Niamh Walsh interpretarão, respectivamente, as versões velha e jovem de Ethel Cripps, uma garota problemática que se torna mestre do disfarce e do roubo. David Thewlis interpretará o filho “perigoso e louco” de Ethel, John Dee.

O novo Lúcifer tomará o corpo da atriz Gwendoline Christie (reprodução)

 Kyo Ra interpretará Rose Walker, uma mulher à procura de seu irmão desaparecido apenas para cruzar o caminho de Sonho, descobrindo uma conexão misteriosa entre ela e o Perpétuo. Enquanto Stephen Fry interpretará Gilbert, o protetor de Rose, Razane Jammal fará Lyta Hall, companheira de viagem e melhor amiga de Rose. Completando a notícia do elenco está Sandra James Young como Unity Kincaid, uma rica herdeira e benfeitora de Rose. Já Patton Oswalt emprestará sua voz ao emissário corvo de Sonho, Matthew.

Antes do tuíte desaforado, Neil Gaiman tem respondido empolgado e paciente aos milhões de fãs da sua saga. "O Sandman está sendo feito e é… bem, é o Sandman. Qual é a melhor coisa de tudo. Claro, há mais delícias e pesadelos lançados do que eu listei aqui, e temos mais alguns segredos em nossas mangas”, acrescentou o autor. “Mal posso esperar até que vocês comecem a assistir.”
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas