Neymar decide no fim mais uma vez e PSG vence Lyon pelo Francês

esportes
22.09.2019, 18:36:00
Atualizado: 23.09.2019, 12:28:25
Neymar comemora o gol da vitória sobre o Lyon (Jeff Pachoud/AFP)

Neymar decide no fim mais uma vez e PSG vence Lyon pelo Francês

Brasileiro marcou gol da vitória parisiense aos 42 do segundo tempo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Ele decidiu mais uma vez. E, novamente, com gol no final. Contra o Lyon, em jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Francês, Neymar foi fundamental para a equipe parisiense sair de campo com os três pontos. A partida deste domingo (22) estava empatada em 0x0 até os 42 minutos do segundo tempo quando Neymar recebeu na área, tirou da marcação e bateu de pé esquerdo para abrir o placar e dar a vitória ao PSG fora de casa. O resultado levou o time treinado pelo alemão Thomas Tuchel à liderança isolada do campeonato, com 15 pontos.

Na rodada anterior, contra o Strasbourg, Neymar também decidiu o jogo próximo ao apito final em situação semelhante. O cronômetro já tinha ultrapassado a barreira dos 45 minutos da segunda etapa quando o atacante brasileiro aproveitou cruzamento da direita e emendou um voleio, com a perna esquerda, para vencer o goleiro e dar o resultado para o PSG.

Naquela partida ele foi hostilizado pelos ultras do próprio PSG, que levaram uma faixa escrita "Neymar Sr. Venda seu filho na Vila Mimosa", em alusão a uma zona de prostituição do Rio de Janeiro. A faixa foi retirada instantes depois.

No jogo deste domingo, Neymar não teve vida fácil, mais uma vez. Dessa vez foi a torcida adversária quem pegou no pé do camisa 10 do PSG. Novamente ele foi vaiado durante boa parte do jogo. Além disso, os torcedores mandantes atiraram objetos e bolinhas de papel contra o brasileiro quando ele se aproximou à linha lateral e, em outra ocasião, quando partia para cobrar um escanteio.

O jogo
O PSG foi melhor em campo e sempre pareceu próximo da vitória. Foram 21 finalizações, sendo sete na direção da meta defendida por Anthony Lopes, que apareceu bem para evitar um gol mais precoce. Dono da casa, o Lyon não conseguia responder no mesmo tom e, apesar das 12 tentativas durante a partida, nenhuma foi na direção do gol de Keylor Navas. O goleiro costarriquenho do PSG simplesmente não fez nenhuma defesa durante os 90 minutos.

O alerta fica ligado para o Lyon, comandado pelo brasileiro Sylvinho, que, com a derrota, ocupa a 9ª colocação do campeonato. Muito pouco para uma equipe que começou bem a temporada e chegou a liderar o Francês. Já são cinco tropeços consecutivos considerando a competição nacional e a Liga dos Campeões da Europa, com três empates e duas derrotas.

A situação é completamente oposta à vivida pelo PSG. Além de vencer os quatro últimos jogos que disputou no Francês, ainda aplicou um chocolate no Real Madrid na partida de estreia na Liga dos Campeões. O 3x0 em casa foi conquistado mesmo sem os três principais nomes do time: Cavani, Mbappé e Neymar.

Os dois primeiros estão lesionados e não têm previsão de retorno; já Neymar cumpre suspensão por causa das ofensas que fez contra a arbitragem na edição anterior do torneio, após o PSG ser eliminado pelo Manchester United nas oitavas de final.

O PSG volta a campo na próxima quarta-feira (25), às 16h, contra o Reims, no Parque dos Príncipes, seu estádio. No mesmo dia, às 14h, o Lyon visita o Stade Brestois. As partidas estão no horário de Brasília.

*Com supervisão do editor Herbem Gramacho.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas