Neymar ganha voto de Messi, mas fica em 10º lugar no The Best

esportes
17.01.2022, 19:14:00
Neymar ficou em 10º lugar na votação do Fifa The Best (PSG/Site Oficial)

Neymar ganha voto de Messi, mas fica em 10º lugar no The Best

Thiago Silva também elegeu o camisa 10 do PSG; veja quem votou em quem

O brasileiro Neymar não chegou a ser um dos finalistas do troféu The Best, da Fifa, mas foi o nome apontado por Lionel Messi como o melhor jogador do mundo. A cerimônia de premiação aconteceu nesta segunda-feira (17), na Suíça, e teve o polonês Robert Lewandowski como o vencedor.

Como capitão da Argentina, o astro do Paris Saint-Germain teve direito a participar da eleição, e escolheu o companheiro do Paris Saint-Germain. Messi ainda apontou outro colega de time, Kylian Mbappé, como segundo lugar, além do francês Karim Benzema, do Real Madrid, em terceiro.

Neymar, aliás, ainda teve outros dois votos como melhor do mundo. Ele ficou em primeiro lugar na escolha do capitão da seleção brasileira, Thiago Silva, e do técnico da seleção do Laos, Selvaraj Vengadasalam.

Cinco votos colocaram o camisa 10 do PSG em segundo lugar - entre eles, de Gustavo Gómez, capitão do Paraguai e zagueiro do Palmeiras - e sete como terceiro colocado (veja todos abaixo). Por outro lado, Neymar não foi eleito para o Top-3 de nenhum dos jornalistas votantes. No geral, o jogador terminou em 10º lugar na votação.

Curiosamente, nenhum dos votos recebidos por Neymar foi de Tite. O técnico da seleção brasileira escolheu como primeiro colocado o polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, o vencedor do Fifa The Best. O treinador deixou em segundo o egípcio Mohamed Salah, do Liverpool, que foi finalista, e Benzema, em terceiro.

Quem também elegeu Lewandowski como melhor jogador do mundo foi Cristiano Ronaldo, capitão da seleção de Portugal. O atacante do Manchester United também votou em dupla de volantes do Chelsea: N'Golo Kanté em segundo e Jorginho em terceiro.

Confira a lista completa da votação aqui.

Veja quem votou em Neymar:

Em 1º:

  • Lionel Messi (capitão da Argentina)
  • Thiago Silva (capitão do Brasil)
  • Selvaraj Vengadasalam (técnico do Laos)

Em 2º:

  • Gustavo Gómez (capitão do Paraguai)
  • Youssouf Batio (capitão do Djibouti)
  • Il-Gwan Jong (capitão da Coreia do Norte)
  • Haruna Niyonzima (capitão de Ruanda)
  • Mark Bell Uhatahi (técnico de Tonga)

Em 3º:

  • Saint Cyr Ngam-Ngam (capitão da República Centro-Africana)
  • Darmono Evan Dimas (capitão da Indonésia)
  • Soukaphone Vongchiengkham (capitão do Laos)
  • Djamel Belmadi (técnico da Argélia)
  • Lionel Scaloni (técnico da Argentina)
  • Dae Pelayo (técnico do Belize)
  • Eric Rabensandratana (técnico de Madagascar)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas