Número 1 do mundo, Djokovic avança no Masters 1000 de Cincinnati

esportes
25.08.2020, 20:00:00
Djoko bateu americano Tennys Sandgren por 2 sets a 0 (Foto: Peter Staples/ATP Tour)

Número 1 do mundo, Djokovic avança no Masters 1000 de Cincinnati

Sérvio se prepara para encarar o alemão Jan-Lennard Struff

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Atual número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic está nas quartas de final do Masters 1000 de Cincinnati, que neste ano está sendo jogado em Nova York, nos Estados Unidos, que marca a retomada do circuito profissional da ATP. Para isso, derrotou o americano Tennys Sandgren por 2 sets a 0 - com as parciais de 6/2 e 6/4, após 1 hora e 28 minutos.

Na próxima rodada, Djokovic terá pela frente o alemão Jan-Lennard Struff, que surpreendeu em quadra e ganhou do belga David Goffin, 10.º colocado do ranking da ATP e cabeça de chave número 7 do torneio, com a vitória por 2 sets a 1 - parciais de 6/4, 3/6 e 6/4.

Outro duelo das quartas de final já confirmado é entre o russo Daniil Medvedev e o espanhol Roberto Bautista Agut. O primeiro, atual número 5 do mundo, bateu nesta terça-feira o eslovaco Aljaz Bedene com um duplo 6/3. Na sequência, o tenista da Espanha ganhou de virada do também russo Karen Khachanov por 2 sets a 1 - com parciais de 4/6, 6/3 e 6/2.

O Masters 1000 de Cincinnati está acontecendo neste ano no complexo de Flushing Meadows, em Nova York, o mesmo do US Open, que começará no próximo dia 31. Uma "bolha" foi criada no local para os tenistas diminuírem os riscos de contaminação da covid-19.

Na chave de duplas, o brasileiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot, cabeças de chave número 2, pararam nas oitavas de final. Os norte-americanos Steve Johnson e Austin Krajicek marcaram 2 sets a 0 - com parciais de 6/3 e 7/6 (7/4), em 1 hora e 17 minutos. Agora, Melo e Kubot voltam as atenções para o US Open.

"Hoje (terça-feira) não deu por aqui. Agora temos alguns dias até começar o US Open e vamos aproveitar esse período para treinar bastante, na preparação para o Grand Slam", afirmou o mineiro.

Foi o segundo jogo da dupla nesse retorno do circuito profissional, após mais de cinco meses de paralisação em função da pandemia do novo coronavírus. Na estreia, na última segunda-feira, venceram o também mineiro Bruno Soares e o croata Mate Pavic.

Feminino
Depois de voltarem ao circuito com um título no Torneio de Lexington, também nos Estados Unidos, Luisa Stefani e sua parceira americana Hayley Carter caíram nas oitavas de final do Torneio de Cincinnati. Elas foram eliminadas nesta terça-feira pelas australianas Ellen Perez e Storm Sanders por 2 sets a 1 - com parciais de 6/3, 4/6 e 10 a 7 no match tie-break, após 1 hora e 14 minutos.

Paulista de 23 anos, Luisa Stefani está atualmente com o melhor ranking da carreira, ocupando o 39.º lugar nas duplas. Na atual temporada, a brasileira e Carter também foram campeãs de um torneio de série menor em Newport Beach, nos Estados Unidos, e chegaram às quartas em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A parceria também conseguiu um título de WTA em Tashkent, no Usbequistão, e um vice em Seul, na Coreia do Sul, no ano passado.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas