Número 1 do mundo, Djokovic iguala recorde de Federer no ranking

esportes
01.03.2021, 15:00:00
Djokovic registrará um novo recorde no ranking do tênis na semana que vem (Foto: William West/AFP)

Número 1 do mundo, Djokovic iguala recorde de Federer no ranking

Sérvio alcançou a marca de 310 semanas na liderança do tênis e empatou com suíço

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Novak Djokovic enfim alcançou o recorde de Roger Federer na liderança do ranking. Nesta segunda-feira (1º), o sérvio igualou a marca de 310 semanas como número 1 do mundo, que pertencia ao suíço de forma isolada. Na segunda que vem, ele registrará novo recorde na história do tênis ao completar 311 semanas no topo.

O empate com Federer e o subsequente novo recorde já estavam garantidos a Djokovic desde que Rafael Nadal foi eliminado no Aberto da Austrália, no mês passado. O espanhol era o único que poderia desbancar o sérvio do topo nas semanas seguintes. Agora Djokovic só poderá deixar o posto de número 1 do mundo após bater o recorde de Federer.

O atual líder do ranking já avisou que deixará de tratar o topo como prioridade, como vinha fazendo nos últimos meses. A partir de agora ele disse que vai se concentrar na busca por superar outra marca do suíço, que também pertence a Nadal: o recorde de 20 títulos de Grand Slam. Djokovic, ao ser campeão na Austrália, soma 18.

"Agora, após alcançar a marca histórica de semanas na liderança do ranking, terei um pouco de alívio porque agora vou focar toda a minha atenção nos Grand Slams", disse o sérvio logo após ser campeão do Aberto da Austrália. "Quando você busca o recorde no ranking você precisa jogar a temporada toda e jogar bem todos os torneios."

Depois de Djokovic e Federer, aparecem na lista de mais semanas na liderança o americano Pete Sampras, com 286 semanas. Ele é seguido pelo checo Ivan Lendl (270), pelo americano Jimmy Connors (268) e por Nadal (209).

O tenista da Suíça, contudo, ainda detém o recorde de semanas seguidas na liderança do ranking. São 237, contra 122 do sérvio, que já avisou que jogará menos torneios nesta temporada para evitar lesões.

Djokovic está em sua quinta passagem pelo topo do ranking, que começou em fevereiro do ano passado. Aos 33 anos, ele havia conquistado a posição de número 1 pela primeira vez em 4 de julho de 2011, aos 24 anos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas