Número 1 do tênis surpreende e anuncia aposentadoria aos 25 anos

esportes
23.03.2022, 15:30:00
Barty foi campeã do Roland Garros (2019), Wimbledon (2021) e do Australian Open (2022) (Ben Stansall/AFP)

Número 1 do tênis surpreende e anuncia aposentadoria aos 25 anos

Vencedora de três Grand Slams, Ashleigh Barty informou decisão em nota nas redes sociais

Ashleigh Barty surpreendeu o mundo do tênis ao anunciar, no fim desta terça-feira (22), sua aposentadoria das quadras. Por meio de uma publicação em suas redes sociais, a tenista australiana informou a decisão e disse que dará maiores explicações sobre o porquê de sua aposentadoria em entrevista coletiva nesta quarta-feira (23).

"Hoje é difícil e cheio de emoção para mim ao anunciar minha aposentadoria do tênis. Eu não tinha certeza de como compartilhar essa notícia com vocês. Sou muito grata por tudo que este esporte me deu e saio orgulhosa e realizada. Obrigado a todos que me apoiaram ao longo do caminho, sempre serei grata pelas memórias que criamos juntos ao longo da vida ", escreveu a australiana.

Ashleigh Barty tem apenas 25 anos e é atualmente a líder do ranking da WTA, posição que domina desde junho de 2019. A australiana foi campeã do Aberto de seu país no início de 2022 e era apontada como favorita para os demais Grand Slams da temporada. Barty também conquistou Roland Garros, em 2019, e o Torneio de Wimbledon, em 2021.

Recentemente, Barty havia anunciado a desistência de competir no torneio de Indian Wells e no Masters 1000 de Miami. Ela alegou que precisa "cuidar do corpo". Cansaço físico e mental podem ser as principais motivações para a jovem estrela do tênis abandonar a profissão no auge da carreira.

A australiana também tem carreira vitoriosa jogando em duplas. Foi campeã do US Open de 2018, em parceria com a norte-americana Coco Vandeweghe.

Em 2014, Ashleigh Barty fez uma pausa na carreira de tenista para se dedicar a outro esporte pelo qual é apaixonada: o críquete. Assinou contrato com o Brisbane Heat, mas logo voltou ao tênis. Em 2016, retomou a carreira e rumou ao topo do ranking, posição que ostenta até hoje.

Em resposta à publicação em que Barty anuncia sua aposentadoria, a WTA (Associação de Tênis Feminino) agradece a australiana por toda a dedicação ao esporte: "Obrigada por ser uma embaixadora incrível para este esporte e para as mulheres ao redor do mundo. Sentiremos sua falta".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas