O dia que Anitta deu uma 'queimada' ao vivo em Marrom e depois o chamou de 'Rei da Bahia'

entretenimento
26.09.2020, 05:58:00
(Foto: Acervo Pessoal)

O dia que Anitta deu uma 'queimada' ao vivo em Marrom e depois o chamou de 'Rei da Bahia'

Na música Show das Poderosas eu cantei "Repara" ao invés de "Prepara"

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Atualmente a artista pop brasileira de maior visibilidade no mundo, a cantora Anitta é mesmo uma figuraça. Chegou de mansinho e foi administrando sua carreira abrindo caminho com seu talento, sabendo fazer as parcerias certas nas horas certas. E com um detalhe especial: seu amor pela Bahia que é retribuído pelos baianos. Vira e mexe ela está por aqui gravando clipes, fazendo shows, marcando presença no Carnaval entre outras ações.

Na última segunda-feira ela apareceu de surpresa em Salvador para gravar no Forte de São Marcelo com a Didá Banda Feminina um número da música “Me Gusta”, que foi exibido na premiação brasileira MTV MIAW 2020, no canal MTV. Antes ela esteve na capital baiana, especialmente no Pelourinho, para gravar o clipe de Me Gusta que conta com a participação de Cardi B e Myke Towers. Claro que a presença da estrela na capital baiana causou o maior rebuliço.

Estava acompanhando toda essa movimentação da cantora através dos noticiários e claro, me veio a lembrança de como eu a conheci e dos constantes encontros que tivemos e sempre temos nas andanças por esse Brasil. Só falta agora eu a encontrá-la num desses eventos fora do país que costumo ir cobrir pelo CORREIO.

Anitta em foto recente
(Foto: Reprodução/Instagram)

A primeira vez que estive com Anitta foi no programa Fuzuê da Bahia FM  quando eu apresentava ao lado de Mauricio Habib a partir do meio-dia, de segunda a sexta-feira. Anitta iniciando a carreira e fazendo sucesso com a música O Show das Poderosas: “Prepara que agora é a hora /Do show das poderosas /Que descem e rebolam /Afrontam as fogosas /Só as que incomodam /Expulsam as invejosas/Que ficam de cara quando toca.

Sempre alto astral Anitta chegou e começamos a entrevistá-la, fazendo as perguntas de praxe: o que ela veio fazer em Salvador, sua relação com o público baiano etcetera etcetera. O papo fluía animado até que eu soltei essa pérola: Anitta fale um pouco sobre o sucesso dessa música e comecei a cantar: “Repara que agora é a hora do show das poderosas”. Ela escutou e não perdeu tempo: Marrom, a música é  Prepara onde foi que você achou esse repara?. Claro que todos no estúdio caíram na risada. Tomei uma famosa 'queimada' como se diz aqui na Bahia. E eu nunca mais esqueci a letra (rs).

 

Daí por diante sempre fomos nos encontrando em diversos eventos nos carnavais fora de época Brasil a fora nos quais ela aparece como convidada de alguma banda baiana. Como aconteceu uma vez com a Banda Eva no trio que o bloco estava puxando em Folianópolis. Quando ela foi chamada por Felipe Pezzoni eu estava bem próximo por onde ela passou e não perdi tempo: cantei o trecho da música certa. Ela deu aquele sorriso tipo como quem quisesse dizer: ai, aprendeu (rs).

Depois, em 2017, tornei a encontrar com a estrela, dessa vez em Brasília. Ela era uma das convidadas para a gravação do DVD do Harmonia do Samba, que teve também as presenças de Léo Santana, Thiaguinho, Luan Santana e a dupla Marcos e Belutti. Tudo isso no palco do Clube de Engenharia, ao lado do Pier 21. Anitta cantou com Xanddy a música Tic Nervoso. Antes de sua apresentação fui ao camarim levar um axé para ela, conversamos um pouco e fui para a frente do palco assistir sua participação. Que foi muito boa.

O nosso próximo encontro foi já no Carnaval de Salvador. Na verdade, um encontro à distância. Eu no glass de transmissão da TV Bahia, no Pier 345 na Barra e ela no trio. Quando passou em frente às câmeras Anitta parou e cantou We are Carnaval, agitando a multidão. Acabada a performance ela foi ao microfone nos quais o artista se comunica internamente com a equipe e perguntou se eu tinha gostado da sua interpretação. Eu respondi que sim, que tinha se saído muito bem.

Para minha agradável surpresa ela voltou para o microfone geral e bradou mais ou menos assim (não me lembro as palavras exatas): “gente se Marrom o Rei da Bahia disse que gostou então estou aprovada”. Claro que eu fiquei me achando. O publico vibrou e as pessoas que estavam ao meu lado na transmissão falaram: “ai Marrom cheio de moral com a poderosa”. Convenhamos que receber um elogio desses em publico de uma artista renomada como Anitta não é brinquedo não. Então: “Prepara”.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas