Palco Skol deve ser mantido no Carnaval de 2018

salvador
28.02.2017, 19:31:00

Palco Skol deve ser mantido no Carnaval de 2018

Palco levou diversos nomes da música brasileira ao Farol da Barra, após a saída dos trios

O Palco Skol, que levou diversos nomes da música brasileira ao Farol da Barra após a saída de trios durante o Carnaval, deverá ser mantida ano que vem. Assim como o palco, o Pipoco, uma espécie "de esquente" para a folia que aconteceu na véspera da abertura oficial do Carnaval, também deve acontecer em 2018. A informação foi dada pelo prefeito ACM Neto, após entrega do prêmio Eu Promovo Carnaval Sustentável no camarote oficial, nesta terça-feira (28), no Campo Grande (Circuito Osmar).

(Foto: Arisson Marinho/ CORREIO)

“O palco da Barra deve continuar e a ideia da Prefeitura é de que o Pipoco também continue. Já estão sendo pensadas algumas coisas. Acho que esse Carnaval de 2018 é o tem mais coisas novas engatilhadas, mas a definição é só mesmo depois da quarta-feira de Cinzas”, afirmou o prefeito. O contrato com a Ambev, proprietária da marca Skol, é de três anos.

Durante o evento, ACM Neto também ressaltou a importância do Carnaval da pipoca e o definiu como uma "vitória da gestão". . “Não somos contra os blocos, eles são importantes para a economia da cidade, para a geração de emprego e para garantir o desfile de diversas atrações, até porque a Prefeitura e o governo estadual sozinhos não conseguem bancar todas as atrações. Mas, sem dúvida, o Carnaval da pipoca é uma vitória da gestão", comentou.

O prefeito também pontuou a necessidade urgente de revitalização do Circuito Osmar (Centro), colocando a questão como o principal desafio para a festa do próximo ano. “A Barra (Circuito Dodô) não aguenta, há um limite. A gente sentiu uma pressão muito grande, principalmente no domingo e na segunda. Isso não é confortável para o folião e para o morador. Então temos que reequilibrar isso de novo", disse ao afirmar que irá se reunir com cada artista e empresário após a festa para discutir possibilidades.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas