Pantanal: Mudança em história original dá novo final a Gustavo

entretenimento
25.05.2022, 13:14:53
(Reprodução/TV Globo )

Pantanal: Mudança em história original dá novo final a Gustavo

Desde que assumiu o remake, Bruno Luperi pretendia alterar este ponto no texto do avô

Após a morte de Madeleine (Karine Teles), Gustavo, interpretado pelo ator Caco Ciocler) tomará um novo rumo no folhetim Pantanal. Diferente da primeira versão, a história do terapeuta comportamental terá um desfecho. Ele fechará seu consultório e, junto com Nayara (Victoria Rosseti), partirá rumo a uma viagem sem data de retorno. A volta ao mundo justificará o sumiço do personagem. 

O "fim" do personagem é diferente da primeira versão da novela, quando a morte de Madeleine foi um pedido da atriz Ítala Nandi. À época, a saída do par romântico do terapeuta o fez ser esquecido pelo autor Benedito Ruy Barbosa. O autor matou a ricaça em um acidente de avião, mas não deu desfecho algum ao psicólogo. Então interpretado por José de Abreu, ele simplesmente sumiu dos capítulos, de acordo com o Notícias da TV.

O autor foi obrigado a alterar a rota da novela -e largar alguns personagens pelo caminho- depois que Ítala pediu para sair da trama. A atriz pretendia se dedicar ao filme O Caminho dos Deuses (1991), uma coprodução entre Brasil entre Brasil e Índia.

José de Abreu deixou a novela e se dedicou à minissérie O Canto da Sereia (1990), que protagonizou juntamente com Ingra Lyberato --a atriz fez Madeleine na primeira fase do folhetim de Benedito Ruy Barbosa.

Desde que assumiu o remake, Bruno Luperi pretendia alterar este ponto no texto do avô. Ele colocou isso em pauta quando convidou Caco Ciocler para o papel. Em entrevista à colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, o intérprete revelou que teve uma "conversa honesta" com o escritor. 

"O personagem, que era do José de Abreu na época, ficou de lado e nunca mais voltou. O Bruno me convidou me avisando que existia essa questão, mas que ele queria equalizar um pouco isso e tornar o núcleo do Rio mais interessante, com um elenco que segurasse essa missão. De certa maneira, foi um convite honroso", recordou o ator, na ocasião. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas