Papo de Segunda ganha mais uma temporada de Verão gravada em Salvador

entretenimento
10.12.2019, 21:50:00
Atualizado: 11.12.2019, 01:11:30

Papo de Segunda ganha mais uma temporada de Verão gravada em Salvador

Porchat, Emicida, Francisco Bosco e João Vicente também gravaram episódios em Recife

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Emicida, João Vicente, Francisco Bosco e Fábio Porchat desembarcaram em Salvador ontem para a gravação da temporada de Verão do Papo de Segunda. Juntos há quase dois anos no comando do programa do GNT, essa é a segunda vez que eles vêm à cidade por esse motivo. Ano passado, gravaram quatro programas no Museu de Arte Sacra da Ufba. Dessa vez, o endereço escolhido foi o Forte da Capoeira, no Santo Antônio Além do Carmo.

"Segunda vez que a gente está aqui, e a mensagem para os baianos é muito obrigado por nos receber. Muito obrigado pela oportunidade de entrevistar os talentos dessa terra. A Bahia é o lugar que mais nasce talento. Na música, então, são os maiores do Brasil e do mundo. Então, é um agradecimento da nossa parte. Estamos muito felizes de estar aqui de novo", comenta o ator João Vicente, o mais antigo dentre os quatro integrantes.

Para Fábio Porchat, a manutenção de Salvador no roteiro da temporada é mais que justificada. "Por que não Salvador? Salvador sim! A gente já tinha feito ano passado e tinha sido lindo, não só pelo clima agradável e pelo lugar, mas pelos convidados também. Tem muita gente interessante aqui.Verão, Salvador, Bahia, é quase lógico", defende. 

Nessa temporada, o elenco também fez uma parada em Recife, onde já gravaram três programas no Instituto Oficina Cerâmica Francisco Brennand. A cada episódio, um convidado local debate temas da atualidade e comportamento. Em Salvador, os convidados foram Daniela Mercury, Gilberto Gil, Margareth Menezes, Luedji Luna, Xênia França e Larissa Luz. Entre as atrações musicais, a Banda Didá, o Cortejo Afro e o Olodum. Já na capital pernambucana, os convidados Lenine, Clarice Falcão, Adriana Falcão e Renato Góes, e as atrações musicais o Maracatu Piaba de Ouro e Lia de Itamaracá.

Mesmo sendo uma temporada especial, a estrutura do programa segue a mesma. "Temos o primeiro bloco mais contundente, tratando de temas mais sérios, que geralmente envolvem política e questões sociais. O segundo bloco parte sempre de um tema de comportamento, e o terceiro chega na intimidade", explica o filósofo Francisco Bosco, ao dizer que se sente mais à vontade no primeira parte de cada episódio. Já Fábio Porchat, prefere o terceiro bloco "É o momento em que a gente pode contar umas besteiras, falar umas bobagens, sacanear um pouco o outro, e mostrar quem  somos nós também", comenta Porchat.

Além da música e do bate-papo, o programa investe em quadros que apresentam um pouco mais de cada uma das duas cidades. Enquanto Chico Bosco se aventura a aprender os ritmos locais, Emicida faz as vezes de guia culinário pelas cozinhas mais tradicionais de ambas capitais nordestinas.

O Papo de Segunda Verão vai ao ar a partir do dia 6 de janeiro de 2020, nas segundas-feiras às 22h, pelo GNT.

(Foto: Divulgação)

"Acho que quem vê o programa tem a mesma experiência da gente que está dentro. É nítida a evolução do time enquanto time. Isso é verdade também fora, a gente vai se tornando mais amigo. Hoje em dia tem muita facilidade, a gente entra em campo, não precisa nem ensaiar muito, e a bola corre bem" - Francisco Bosco

"É quase uma armadilha, porque em programa de debate aprender a fazer é o grande perigo. O dia em que você aprender, pode ter certeza que não vai ser bom, porque esse tipo de programa requer uma eterna dificuldade, requer repensar, refletir. Então, não pode ser fácil" - João Vicente

Viralizar é a grande prova que o programa tem sido relevante. A gente está numa fase que é muito difícil encontrar falas originais, a gente está num momento em que a gente vê muita reprodução de discurso. Eu acho que o viral acontece quando há um pensamento original, e se nosso programa viraliza, é sinônimo que nossas cabeças estão frescas - João Vicente

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas