Paquito relê repertório de Roberto Carlos em clima de rock, hoje

entretenimento
06.01.2018, 13:55:00

Paquito relê repertório de Roberto Carlos em clima de rock, hoje

Show de Os Sete Cabeludos acontece a partir das 23h, com repertório formado pela fase juvenil do Rei

“Vinha o meu carro em doida disparada/ com sete cabeludos pra topar qualquer parada”, diz um rock antigo de Roberto e Erasmo, de 1964. Daí também vem o nome da banda Os Sete Cabeludos, formada por Paquito (voz), Morotó Slim (guitarra), Juliano Oliveira (teclados), Nuno Ricardo (baixo) e Mauricio Pedrão (bateria e enciclopédia viva da Jovem Guarda), todos vindos da turma roqueira de Salvador.

Um time de feras pra cantar a estrela maior, Roberto Carlos, um rei que se fez encarnando o pensamento e jeito de viver do homem comum. Eles não são cabeludos, na real, mas encarnam o espírito das canções do período, que compreende o repertório juvenil de Roberto Carlos (1963 a 1972), passando pela formação do iê iê iê brasileiro, até a inclusão do soul e sedimentação do romantismo como marca do Rei.

No repertório: músicas de Roberto e Erasmo, como  Quero Que Tudo Vá Pro Inferno, É Proibido Fumar e Se Você Pensa, e também de outros autores que ele cantou, como Getúlio Côrtes, mestre das narrativas de aventuras como O Sósia e caracterizações impagáveis como O Feio e a hoje antológica Negro Gato.
 

Serviço: Groove Bar (Av. Almirante Marques de Leão, 351, Barra | 3267-5739). Hoje (6), às 23h. Ingresso: R$ 20 (Sympla), R$ 25 (lista) e R$ 30 (porta).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas