'Parece retaliação', dispara presidente do Flamengo sobre a CBF

esportes
03.10.2021, 19:21:00
Atualizado: 03.10.2021, 21:27:37
Marcos Braz, Rodolfo Landim e Bruno Spindel durante pronunciamento após triunfo do Flamengo contra o Athletico-PR (Reprodução Fla TV)

'Parece retaliação', dispara presidente do Flamengo sobre a CBF

Landim critica decisão da entidade de não remarcar jogos do rubro-negro

Neste domingo (3), depois do Flamengo vencer o Athletico-PR por 3x0, no Maracanã, em jogo válido pela 23ª rodada do Brasileirão, o presidente da equipe carioca, Rodolfo Landim, fez críticas à CBF. Antes da habitual entrevista coletiva do técnico Renato Gaúcho, o dirigente usou os microfones para questionar a decisão da entidade de não adiar as partidas dos times com atletas convocados para as eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

"Falam que o público pode influenciar no resultado do jogo, imagine você perder seus principais jogadores? É o que acontece com os clubes e principalmente com o Flamengo. Sentamos e conversamos com a CBF, tivemos discussões técnicas muito boas, avaliamos todos os aspectos e vimos a possibilidade de extensão até o dia 26. Isso impactaria apenas duas equipes, as finalistas da Copa do Brasil, e até o dia 19 as equipes da Série A, que poderiam ter férias. Permitiria que tivéssemos um calendário mais justo e sem quebra de isonomia", afirmou Landim. "Isso foi acordado com a CBF e voltaram atrás na decisão. Isso causa uma profunda indignação. É inaceitável", completou.


Rodolfo Landim afirmou que, ao que parece, há uma retaliação pelo fato do clube carioca ter discordado da CBF em temáticas recentes. "É mais problemático ainda quando sabemos que o Flamengo tem se envolvido em algumas lutas importantes ao longo dos anos pela melhoria do futebol brasileiro, defendendo posições fortes", disse. "Fica parecendo que isso pode ser uma retaliação contra o clube. Não da CBF, com a qual temos conversado no dia a dia, mas de uma outra CBF que não conseguimos enxergar", afirmou o presidente do Flamengo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas