Paulo Gustavo leva 220 volts para a Globo

entretenimento
22.12.2020, 06:00:00
Personagens famosos como Dona Hermínia e Sem Noção estão no programa (Foto: Victor Pollak/Globo/Divulgação)

Paulo Gustavo leva 220 volts para a Globo

‘Acho muito bom o humor para exorcizar’, diz ator; especial estreia nesta terça-feira (22)

O constrangedor amigo-oculto da empresa, a dificuldade para escolher a roupa do Réveillon e as trivialidades das ceias em família servem de mote para o 220 Volts Especial de Fim de Ano, que vai ao ar nesta terça-feira (22), na Globo, após o especial Roberto Carlos - Emoções em Jerusalém. Após cinco temporadas de sucesso no Multishow, o programa de Paulo Gustavo chega à emissora com famosos personagens. 

Além de Dona Hermínia, que “é uma peça”, a Senhora dos Absurdos também está no episódio inédito que será reprisado no Multishow, no dia 26. “Começamos a escolha pelos meus personagens preferidos e também pelos que mais bombaram na internet. Consegui juntar as duas coisas: os que eram mais populares e os que eu mais amo fazer”, conta Paulo Gustavo. 

Escrito pelo próprio humorista junto com Fil Braz, o especial 220 Volts terá participação de Herson Capri, Deborah Secco, Iza, Angélica, Mallu Vale, Rafael Zulu e Pedro Novaes. “Foi a primeira vez que contracenei com ele. Já apresentamos o Prêmio Multishow juntos, mas, dentro do universo dele, foi a primeira vez. Fiquei nervosa porque não sou atriz, mas aprendi e me diverti muito”, conta a cantora Iza. 

Sem Noção 
Quem acompanhava Paulo Gustavo no Multishow tem uma ideia do humor que vai encontrar no especial cuja direção artística é de Susana Garcia. Os personagens são conhecidos, mas as piadas se renovam. Especialista em criar situações constrangedoras, o Sem Noção, por exemplo, não fará diferente na festa de amigo-oculto da empresa.  

Enquanto a Senhora dos Absurdos vai aproveitar as festas de fim de ano para tentar organizar a sociedade, a Famosa estará ocupada demais para lidar com a humanidade. Enquanto isso, Dona Hermínia precisará lidar com a divisão da família no Natal deste ano e tentar manter a calma com o ex-marido Carlos Alberto (Herson Capri). Será que vai conseguir? 

“Esse especial é um grande desafio, porque é um produto que já teve cinco temporadas, com grande sucesso, e está todo mundo com muita expectativa. O formato será o mesmo, mas vamos terminar com uma mensagem alegre, positiva”, conta a diretora artística Susana Garcia. “Trabalhamos muito para conseguir surpreender mesmo o público que já ama. Espero que as pessoas terminem gostando ainda mais do programa”, deseja. 

Para trazer à tona todos os personagens do programa, foram utilizados oito cenários e um camarim. Neste, Paulo Gustavo vai aparecer descaracterizado ao lado do fiel escudeiro, o amigo e parceiro Marcus Majella (Porta dos Fundos; Vai Que Cola). Todas as cenas foram gravadas em novembro, nos Estúdios Globo, seguindo os protocolos de segurança exigidos pela pandemia. 

Cura 
“Estamos vivendo um ano muito difícil, e eu acho que o humor nos ajuda a passar por esse momento de uma forma mais leve e positiva. Acho que o humor é um gênero muito bom para tocar em assuntos delicados, para exorcizar. Me sinto um privilegiado por ser comediante e ter esse gênero tão forte dentro de mim”, comemora Paulo Gustavo. 

O ator conta que já perdeu as contas da quantidade de mensagens que recebe de pessoas dizendo que ele as ajudou de alguma forma. “O humor cura, transforma e faz a gente refletir. É o poder do humor. E existe também uma questão neurológica, de que o humor faz você realmente se sentir melhor. Eu sempre escutei coisas muito lindas por ser comediante”, completa o protagonista de 220 Volts. 

Então, lembra de um episódio em que uma mãe o contou, na porta de um teatro, que o filho dela de 13 anos teve câncer. O garoto fez quimioterapia, o cabelo caiu e ela foi conversar com o filho sobre o momento delicado. “Ele disse para ela que não ligava, porque assim iria ficar parecido comigo. Essas coisas não têm preço, você poder tocar o coração das pessoas e levar um pouquinho dessa energia. Só tenho a agradecer”, comemora.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas