Pequeno velejador faz vaquinha para concorrer em campeonato internacional; veja como ajudar

esportes
05.08.2022, 21:32:00
(Divulgação)

Pequeno velejador faz vaquinha para concorrer em campeonato internacional; veja como ajudar

Magno já foi campeão baiano na categoria infantil da competição

Com apenas 11 anos e visando um futuro de possibilidades no mundo dos esportes, o pequeno velejador Magno Souto já tem seis títulos na competição Optimism, tradicional da vela de base para jovens de até 15 anos. Agora, corre em busca do 7º, no que será seu primeiro torneio internacional.

No entanto, para custear a viagem para a Cidade do Cabo, na África do Sul, precisará de ajuda. Os pais organizaram uma vaquinha online, e pedem pelo apoio dos que se solidarizarem com o sonho do pequeno campeão.

"Quanta felicidade, ver todo esforço e dedicação de um velejador de 11 anos, começar a dar frutos!!! Já estávamos felizes por ele ter ganho sua primeira Regata no Brasil Centro e com a convocação ficamos radiante!", diz Marione Macário, mãe de Magno.

Desde os sete anos, ele participa de vários campeonatos nacionais pelo Yacht Clube da Bahia. Já foi campeão baiano na categoria infantil e vice-campeão do Norte e Nordeste e, recentemente participou do Campeonato Brasil Centro 2022, em Brasília. Ao voltar de viagem, a surpresa: a convocação para o Campeonato Africano.

(Acervo pessoal)
(Acervo pessoal)
(Acervo pessoal)

A Optimism African Champshion acontece entre 24 de setembro e 1º de outubro. A família precisa arrecadar cerca de R$ 32 mil para a participação de Magno.

Até a publicação da matéria, já foram arrecadados R$ 9.125. Para ajudá-lo a realizar o sonho, acesse o site.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas