Percurso do cortejo do Bonfim recebe últimos retoques; veja esquema de transporte

salvador
13.01.2016, 07:59:00
Atualizado: 13.01.2016, 08:46:19

Percurso do cortejo do Bonfim recebe últimos retoques; veja esquema de transporte

Esquemas de segurança, limpeza, saúde, trânsito e transporte para a festa de amanhã já estão definidos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Segunda quinta-feira do ano: é quando baianos e turistas vestem branco e encaram a caminhada de 8 quilômetros da Conceição da Praia à Colina Sagrada, em homenagem ao Senhor do Bonfim – ou Oxalá. Mas o trajeto começou a se vestir de branco ontem mesmo, com os preparativos para a festa que começa amanhã e segue até domingo.

A Lavagem do Bonfim é uma das principais festas do calendário cultural e religioso da Bahia e mistura, todos os anos, a tradição do sagrado com o profano. Ontem, funcionários da Secretaria da Manutenção (Seman) faziam os ajustes para a festa: canteiros no trajeto do cortejo foram pintados e o calçamento na Colina Sagrada passou por reparos. 

Agentes de limpeza e de manutenção atuam na Contorno, começo do percurso
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

A balaustrada do Bonfim passou por retoques e o gramado em frente à basílica foi aparado pelos operários. Também em meio aos preparativos para a Lavagem, que ocorre amanhã, estava a aposentada Edna Maria Moreira, 71 anos.

Moradora da Rua Porto da Lenha, ao lado da Igreja do Bonfim, ela todo ano cozinha comida baiana para matar a fome dos que chegam do percurso. “Moro na casa em que minha mãe cresceu e naquele tempo a comida era de graça. De uns 20 anos pra cá, eu comecei a fazer pra vender no dia da festa. Aqui comem mais de 50 pessoas, mas hoje não abro a porta pra todo mundo e recebo mais amigos ou conhecidos”, explicou a dona de casa, que é neta de um antigo zelador da igreja. 

Entre os que vão chegar para, quem sabe, provar o caruru de dona Edna estão os participantes de 36 entidades – entre afoxés, bandas de sopro, grupos de samba – cadastradas pela prefeitura para desfilar no cortejo.

Primeiros passos
Os festejos começam às 6h com a já tradicional Corrida Sagrada. Logo depois, por volta de 7h30, os fiéis começam o trajeto da Lavagem de Corpo e Alma. Os participantes desta caminhada podem adquirir o kit na Basílica do Bonfim ou no Center Lapa. O kit completo custa R$ 30, com camiseta, boné, água e suporte para bebidas. 

Gramado em frente à Basílica do Bonfim é aparado por operário
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

“Caminharemos até a Basílica do Bonfim para abençoar a água que está nas mãos, aguardar o cortejo das baianas, que são as protagonistas da Lavagem, e irei transmitir uma mensagem de paz, no contexto do Ano Santo da Misericórdia. Irei conceder a bênção e apresentar a imagem do Senhor do Bonfim”, explicou, ontem, o reitor da Basílica do Bonfim, padre Edson Menezes.

Saúde e segurança
Quem for à festa contará com um esquema especial de segurança com mais de 1.500 policiais, entre civis, militares e bombeiros. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), os principais acessos ao cortejo, corredores de tráfego, metrô e pontos de ônibus terão policiamento reforçado. A Guarda Municipal ainda não definiu o efetivo.

Já o esquema de atendimento à saúde contará com um módulo assistencial ao lado da Colina Sagrada, disponibilizado pela Secretaria Municipal da Saúde, com seis leitos, dois médicos, dois enfermeiros e três técnicos de enfermagem.

Homens trabalhando para consertar bueiro no bairro do Bonfim
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

O equipamento funcionará das 10h às 22h e terá uma ambulância do Samu à disposição da equipe. Para a limpeza da festa, a Limpurb atuará com 600 agentes de varrição. Para quem estiver apertado após umas cervejinhas, serão 515 sanitários químicos distribuídos em pontos estratégicos.

Trânsito e transporte
Não somente amanhã, mas até o dia 18, quando ocorre a Segunda-feira Gorda da Ribeira, quem participar dos festejos contará com esquema especial de transporte. Segundo a Secretaria da Mobilidade (Semob), 100% da frota de dias úteis – cerca de 2.700 ônibus – estará em circulação. 

Além disso, segundo  a Semob, 19 linhas que atendem à região da festa vão prolongar o horário final de atendimento para as 23h e mais 18 ônibus extras (frota reguladora) ficarão à disposição da população no Largo do Papagaio, na Ribeira, das 16h às 23h. 

Celebração ecumênica terá início amanhã às 8 horas
A programação religiosa oficial da Lavagem do Bonfim começa amanhã, às 8h, com uma celebração ecumênica em frente à Igreja da Conceição da Praia. Ainda antes do ato, no entanto, ocorre a saída da Lavagem de Corpo e Alma, prevista para chegar ao meio-dia no Bonfim.

Nesse momento, os membros da Irmandade de Devoção do Senhor do Bonfim entregam as vassouras às baianas - que partem do Comércio logo após o ato ecumênico -  para que elas iniciem a lavagem do adro da Basílica do Bonfim. Após o ritual, a imagem do Senhor do Bonfim ficará próxima à porta principal da igreja, para veneração pública, até as 18h. 

A programação religiosa segue até domingo. Nesse período, os fiéis ainda poderão participar da 8ª e 9ª noites do novenário – sexta e sábado, sempre às 19h, e ainda da missa especial das crianças, às 17h do sábado. Domingo, a programação começa às 4h30 com a alvorada, e com missas às 5h, 6h, 7h30 e 10h. Às 9h, será recitado o Terço da Misericórdia e às 16h a festa se encerra com a Procissão dos Três Pedidos, dos Mares ao Bonfim.

A novidade este ano é que, na procissão, a cruz do Senhor do Bonfim será coberta por um manto de fitinhas. “As pessoas irão deixar as fitinhas numa urna, dando os três nós, e elas serão colocadas na imagem. É mais uma forma de reconhecer a expressão da fé do povo”, explica o padre Edson Menezes.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas