Pesquisa aponta 50 mil mortes no Brasil até 2030 por decisões políticas

bahia
27.04.2019, 06:30:00
Atualizado: 27.04.2019, 11:15:33

Pesquisa aponta 50 mil mortes no Brasil até 2030 por decisões políticas

Deficiência na cobertura da Atenção Primária à Saúde é o principal motivo

Um estudo do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA) apontou que 50 mil pessoas devem perder a vida, entre 2017 e 2030, em decorrência de medidas de austeridade fiscal na cobertura da Atenção Primária à Saúde (APS). O levantamento foi realizado em colaboração com pesquisadores da Universidade de Stanford e do Imperial College de Londres.

Segundo o professor e pesquisador do ISC/UFBA, Davide Rassela, que liderou o estudo, a pesquisa começou há dois anos e analisou dados de 5.507 municípios brasileiros. São consideradas mortes prematuras os óbitos que acontecem em pessoas com menos de 70 anos, provocadas por problemas na Atenção Primária, como doenças infecciosas e deficiências nutricionais.

“O que percebemos foi que a tomada de decisões políticas, sobre austeridade fiscal e ligadas à cobertura da Atenção Básica, terão impacto direto sobre a saúde da população, principalmente, sobre as mais pobres e que dependem dessas assistências. Essa foi a primeira vez que foi realizado um estudo como esse no Brasil, que analisa concretamente as consequências das decisões políticas na saúde da população”, afirmou.  

Na prática, os pesquisadores fizeram projeções matemáticas tomando como base o congelamento dos gastos com a saúde por 20 anos anunciado pelo Governo Federal em 2016, na possível extinção do Programa Mais Médicos e na Emenda Constitucional 95/2016, que instituiu em 2016 um Novo Regime Fiscal no país.

Davide Rossela estudou os dados por cerca de 2 anos (Foto: Divulgação)

De acordo com o levantamento, essas mudanças políticas vão afetar diretamente a qualidade de vida dos brasileiros e provocar 50 mil mortes até 2030. Hoje, o Brasil tem uma média de 1,1 milhão de óbitos por ano.

“Um outro estudo que será publicado em breve mostra que em menores de 5 anos o número de óbitos prematuros evitáveis poderia chegar a 100 mil. Isso se fosse mantida ao longo dos próximos anos a mesma cobertura de atenção básica do ano passado”, afirmou Rassela.

O estudo que apontou as 50 mil mortes prematuras como consequência de decisões políticas contou com a participação de outros cinco pesquisadores e foi publicado na BMC Medicine, uma das principais revistas médicas do mundo.

O levantamento mostra um impacto maior nos municípios mais pobres, além de um aumento nas desigualdades ao afetar, principalmente, a população negra (pretos e pardos).  Para os pesquisadores, apesar de realizar uma projeção para o Brasil, o estudo é um alerta para todos os países de baixa e média renda.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/linn-da-quebrada-estrela-bixa-travesty/
Documentário debate sobre o corpo, gênero e identidades
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/policia-civil-analisa-imagens-de-acao-da-prf-que-deixou-adolescente-morto/
Pai foi ouvido no DHPP; familiares homenagearam garoto de 17 anos nesta quinta-feira (21)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/operario-fica-pendurado-em-predio-durante-pintura-e-e-socorrido-veja-video/
Ele foi retirado de edifício em Fortaleza e conduzido a unidade médica pelo Samu
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-passar-mal-e-ser-socorrido-no-senado-kajuru-segue-internado-na-uti/
Colega baiano Otto Alencar ajudou a socorrê-lo em plenário: ‘não vai ficar sequela’
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/matou-como-se-ela-fosse-bicho-diz-testemunha-de-crime-contra-moradora-de-rua/
Defesa de comerciante alega que ele reagiu a uma tentativa de assalto
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bombeiros-controlam-incendio-em-academia-na-graca/
Fogo começou por volta das 22h40 e foi contido rapidamente
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/vai-para-um-programa-que-te-mereca-diz-fontenelle-a-lacombe-ao-vivo/
Jornalista ficou sem graça com o comentário e afirmou estar feliz no Aqui na Band
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/audiencia-do-caso-davi-fiuza-e-marcada-para-abril-de-2020/