Pessoas relatam pânico e confusão após anúncio de bomba na UniJorge

salvador
24.07.2016, 15:05:00

Pessoas relatam pânico e confusão após anúncio de bomba na UniJorge

Cerca de 3 mil candidatos faziam o Exame da OAB na UniJorge; a Polícia Federal e o Bope estão no local

Cerca de três mil pessoas estavam no prédio da UniJorge, na Avenida Paralela, realizando a primeira fase do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) quando surgiu a informação da ameaça de bomba no prédio. O caso aconteceu no início da tarde deste domingo (24) e o prédio da universidade precisou ser evacuado, por volta de 13h30. 

Exame da OAB em Salvador foi cancelado por causa da ameaça de bomba na UniJorge
(Foto: Amanda Palma/CORREIO)

"Ele estava visivelmente transtornado, drogado. Agitado quando entrou na faculdade", contou Lucas Cavalcanti, 29 anos. O candidato prosseguiu: "Eu estava na sala quando começou a correria. Primeiro achamos que era assalto. Aí colocamos as cadeiras atrás da porta, pra impedir que alguém entrasse. Depois o fiscal passou avisando que era pra sairmos do prédio".

Após o anúncio de uma ameaça de bomba no prédio, um clima de pânico se instalou no local e muitas pessoas correram para conseguir sair da universidade. "Eu só vi as pessoas correndo, caindo na minha frente. Eu tava dentro do banheiro na hora e só saí depois que dava para passar", disse Leonísia Fragoso. O prédio da UniJorge foi isolado e os candidatos foram orientados a deixar seus pertences e carros no local. 

"Não deu para ver o que era exatamente, era algo estranho que ele tinha preso ao corpo", disse Roberto Sales, que trabalhava como fiscal no local. A Polícia Federal está no local. O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Polícia Militar, também está no local e negocia a rendição.    

Prédio da UniJorge, na Avenida Parelela, foi evacuado
(Foto: Amanda Palma/CORREIO) 

De acordo com Eliomar Melo, representante da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o suspeito está isolado em uma sala da universidade. "Eles conseguiram isolar a sala e, a partir de então, a polícia tomou conta da situação. A polícia está tentando conversar com esse examinando, tentando verificar o que é que ele tem e as referências que ele quer", conta. Segundo Melo, o suspeito já chegou ao local dizendo que iria explodir o prédio. 

Em nota, a UniJorge informou que não há reféns, vítima ou feridos na instituição. "A Polícia Militar está no comando da situação, que está restrita à sala 711, no 7º andar, e atualizará as informações tão logo seja possível", informou a instituição. 

Exame cancelado
Ainda de acordo com Melo, o Exame da OAB em Salvador foi cancelado devido a ameaça de bomba. "A FGV junto com a OAB, secção Brasil, está verificando a melhor maneira de aplicação da prova. No Brasil a prova continua sendo aplicada. Sem maiores transtornos, mas aqui na Bahia, em Salvador, a prova está cancelada", explicou. 

O presidente da OAB-BA, Luiz Viana, foi ao local. "Primeiro, precisamos saber o que aconteceu. Estamos esperando a polícia para saber e depois a gente vai tomar as providências. O importante é que todos estão seguros e vamos fazer o exame em outra data, da melhor forma possível para que ninguém tenha prejuizo", disse Viana.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas