PM abre inquérito para apurar morte de mestre de jiu-jítsu; viúva será ouvida

salvador
06.12.2018, 04:00:00
Atualizado: 06.12.2018, 05:45:26
(Foto: Reprodução)

PM abre inquérito para apurar morte de mestre de jiu-jítsu; viúva será ouvida

Mulher de Sinho Bahiano registrou ocorrência na Corregedoria da PM nessa terça (4)

Ainda em busca de pistas que ajudem a explicar, passo a passo, o que aconteceu com o mestre de jiu-jítsu Irailson Gama Costa, o Sinho Bahiano, 35 anos, morto por PMs há uma semana, a viúva do atleta, a também mestre da arte marcial Marta Helena Villas Boas, 40, foi até a Corregedoria da Polícia Militar, nessa terça-feira (4), e cobrou respostas.

Nesta quarta (5), a Secretaria da Segurança Pública (SSP) confirmou ao CORREIO que um inquérito foi aberto para apurar o caso.

Sinho Bahiano foi morto na noite de quarta-feira (28), no bairro do Comércio, supostamente baleado. O corpo do mestre só foi encontrado pela família no final da noite de domingo (2), no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR). Em nota divulgada na segunda (3), a SSP afirmou que o atleta e outro homem, ainda não identificado, trocaram tiros com militares das Rondas Especiais (Rondesp/BTS).

Ainda de acordo com a pasta, "a dupla estava a bordo de um veículo modelo HB20, placa OLB 3146, com restrição de roubo", e reagiu a uma abordagem da polícia, que iniciou uma perseguição no Aquidabã, após ser informada de assalto contra um casal na região da Rótula do Abacaxi.

"Ao chegar na Avenida da França, bairro do Comércio, os policiais deram voz de abordagem, mas os criminosos atiraram contra os militares, que revidaram", relata a nota da PM.

A versão da Polícia Militar, segundo Marta Villas Boas, "é inverídica". De acordo com a professora de jiu-jítsu, que há 15 anos era casada com Sinho Bahiano, "muitas coisas ainda precisam ser explicadas". 

A viúva questiona o horário da abordagem e, ainda, a perícia do veículo. Ela também comentou que não identificou marcas dos tiros no cadáver do marido, que foi visto pela última vez por volta de 11h do dia 28, quando saiu de casa para treinar, no próprio centro de treinamento, o Sinho Bahiano Fight Company, no bairro de São Caetano, onde a família mora.

"Eu pedi [na Corregedoria] que a justiça seja feita. Que eles, por favor, esclareçam. Vou ser ouvida no sábado [8] pelo mesmo oficial que ouviu os PMs envolvidos na ação", comentou com a reportagem, nesta quarta-feira (5).

Marta Helena vai ser ouvida na Corregedoria da PM (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)

A SSP-BA confirmou que a visita de Marta já foi agendada na Corregedoria mas informou, via assessoria, que não divulgaria a data do depoimento.

'Cadê as provas?'
Desde o desaparecimento do marido, há sete dias, Marta Villas Boas não abre o CT do casal. A viúva comentou com a reportagem que "tudo lembra" Sinho. De acordo com ela, o atleta sequer chegou ao local de treinamento, no dia da morte. 

"Ele saiu de casa a pé e sozinho, mas não chegou nem na academia, nem no Açaí", disse, em referência à lanchonete aberta pelo casal em julho deste ano.

Marta acrescentou que o casal, que morava no bairro da Federação, vendeu o carro há poucos meses, e ficou apenas com uma moto. Ela reiterou que Sinho não tinha "necessidade financeira" de roubar um carro.

"Quem foi que viu o veículo, quem viu as marcas de tiro? Eu não vi. Ninguém viu? Pelo amor de Deus, é tudo muito misterioso e estranho. Meu marido nunca ficou tantas horas, dias, sem me dar notícias. Ele me falava de todos os passos", salientou.

O carro, segundo com a Polícia Civil, foi roubado pela dupla, por volta de 7h, na terça-feira (27), na mesma região do Aquidabã, próximo à ligação do Centro Histórico com o Comércio. O horário da suposta troca de tiros, entretanto, não foi oficialmente informado aos familiares de Sinho, garante Marta.

Nesta quarta (5), a SSP informou à reportagem que o "confronto com os militares ocorreu às 23h30". 

A pasta também disse ao CORREIO que dois revólveres calibres 38, com munições, além do carro roubado, foram apreendidos e entregues na corregedoria. O veículo, de acordo com a pasta, foi entregue ao dono no dia 30, depois de passar por perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Sinho foi sepultado no Cemitério Campo Santo, na Federação (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)

Suspeito não identificado
Há sete dias no IMLNR, o corpo do segundo homem morto continua sem identificação. Procurado pelo CORREIO, o DPT afirmou que nenhum registro da vítima foi encontrado no banco de dados do Instituto de Identificação Pedro Melo. 

A SSP esclareceu que a falta de informações sinaliza, a princípio, que o homem não seja baiano ou, ainda, que não tenha Registro Geral (RG) confeccionado no estado.

A pasta acrescentou que embora já tenha feito uma busca nos dados digitais, o próximo passo é fazer uma análise dos arquivos manuais do Instituto Pedro Melo, já que, conforme a SSP, alguns documentos ainda não foram digitalizados.

A viúva Marta Helena revelou ao CORREIO que chegou a ver uma foto do rapaz morto.

"Definitivamente, não conheço ele. É um rapaz negro e jovem, mas que eu realmente nunca vi antes. Um desconhecido", comentou.

Para a viúva, que tem um filho de 12 anos com o atleta morto, é "estranho" que ninguém tenha aparecido no IMLNR para reconhecer o corpo do rapaz. "É tudo muito triste. Meu filho fica me perguntando como aconteceu, vendo vídeos do pai, porque ele é uma criança esclarecida. E eu não sei. Sinho deixou uma família no tatame", lamentou.

A mestre de jiu-jítsu disse que os "filhos de tatame" do marido,  que são os alunos do CT, se organizam para prestar uma homenagem ao atleta morto nesta quinta (6), às 20h, em frente à Academia New Fitness, em São Caetano.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/video-mostra-acao-de-atirador-que-matou-4-em-igreja-em-sp-veja/
Ele entrou na igreja em Campinas durante missa, matou quatro e se suicidou
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/nove-artistas-vao-se-apresentar-pela-1a-vez-no-festival-da-virada-confira/
MPB, sertanejo, pagode, axé e funk vão agitar o público nos cinco dias de festa
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/uma-grande-covardia-diz-tia-de-pm-morto-esfaqueado-em-ondina/
Corpo de Jailton Souza de Araújo, 50 anos, foi enterrado na manhã desta terça (11)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/testemunhas-do-caso-tatiane-spitzner-comecam-a-ser-ouvidas-nesta-terca/
Vítima foi encontrada morta em 22 de julho; seu marido, Luis Felipe Manvailer, é suspeito do crime
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/dor-de-cabeca-diagnosticos-e-tratamentos/
Mais de 95% das pessoas em algum momento da vida tiveram, têm ou terão uma cefaleia, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cefaleia
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/mae-de-suspeito-que-fez-16-refens-diz-que-nao-tem-culpa-eu-fiz-de-tudo/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/chuvas-matam-4-pessoas-e-causam-estragos-na-bahia-20-cidades-declaram-emergencia/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bandidos-fazem-servidores-de-posto-de-saude-como-refens-na-santa-cruz/
Após tiroteio com 3 mortes, grupo invadiu unidade; Bope negocia liberação de servidores
Ler Mais