Pocah cita conflito da filha com cabelo crespo: "Dói na minha alma"

entretenimento
06.04.2021, 16:00:00
Pocah e a filha Vitória, de 5 anos (reprodução)

Pocah cita conflito da filha com cabelo crespo: "Dói na minha alma"

Cantora demonstrou indignação ao saber que João Luiz teve cabelo criticado por Rodolffo e contou sua história; veja

O Jogo da Discórdia desta segunda (5) provocou muita reflexão nos jogadores. Além de João, que revelou fala racista de Rodolffo sobre seu cabelo, Camila e Pocah também ficaram muito abaladas.  Ao ouvir o professor de geografia narrar que teve seu black power comparado com peruca de homem das cavernas, por Rodolffo, a cantora se exaltou. A funkeira, que costuma ter uma postura comedida no reality show, disparou ao sertanejo: "O mínimo que você tem que fazer é pedir desculpa".

Durante a madrugada desta terça-feira (6), Pocah afirmou que a questão capilar já foi um conflito dentro da própria casa, com a filha, Vitória, de 5 anos. "O cabelo dela é crespo. Com 3 aninhos, estava dando banho nela, penteando o cabelinho dela e ela começou a falar que o cabelo dela era feio. 'Queria que meu cabelo fosse igual ao seu'. O meu cabelo é liso, não faço progressiva, não. 'Não, mas eu não gosto, meu cabelo é feio'. Eu fiquei muito mal. Minha filha é linda, ela é uma princesa, o cabelo dela é lindo. Ela é uma boneca, perfeita. E ver uma criança linda dizer que o cabelo dela era feio...", contou.

Antes de toda a polêmica, Pocah já relatou que a filha considerava Thelma Assis, vencedora do BBB20, como uma de suas inspirações. No ano passado, a cantora chegou a mostrar registros das redes sociais com a menina falando: “Quero ser igual a Thelminha”. 

A vencedora do BBB20 respondeu nas redes sociais: "Vamos de Campanha pra Toyah morar com a tia Thelminha até o BBB acabar. Alô família da @pocah  eu prometo que eu devolvo quando a mãe vier buscar"



***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas