Pocah, sobre relacionamento abusivo: 'Tinha medo de morrer'

entretenimento
10.08.2021, 15:11:28
Pocah disse que namoro na adolescência a fez se sentir muito mal (reprodução)

Pocah, sobre relacionamento abusivo: 'Tinha medo de morrer'

Cantora e ex-BBB21 se emocionou em conversa no programa Papo de Segunda, no GNT, na noite desta segunda (9)

Pocah fez um desabafo sobre um relacionamento abusivo que viveu na adolescência, em entrevista ao programa Papo de Segunda, no GNT, na segunda-feira (9). A cantora chorou ao relembrar as agressões que sofreu na época.

O namoro começou quando ela tinha 16 anos. Segundo a artista, a relação era tóxica não só para ela, mas também afetava amigos e familiares, que tentavam alertá-la sobre os problemas.

"Eu vivi muitos anos com essa pessoa e eu comecei a namorar muito nova. Esse relacionamento, ele é completamente conturbado, era infernal pra mim e pra quem estivesse ao meu redor", disse.

"Minha família, meus amigos [falavam]... Era terrível. Eu tentava de todas as formas me livrar daquilo (...) Havia agressões físicas, verbais e psicológicas, manipulação. Sou uma pessoa que tem uma ligação com Deus muito grande e essa pessoa usava a minha fé", afirmou.

"Eu quase fiquei cega do olho esquerdo. Era pesado. Em diversos momentos fui agredida, queria ir embora e ele dizia que estava sendo usado pelo diabo, que aquilo era o testemunho da nossa vida e que a gente iria contar isso como uma vitória", relatou.

"Eu perdoei uma vez, perdoei duas vezes, três vezes e muito mais Sabe por que? Porque eu tinha medo das ameaças que eu recebia. Tinha medo de morrer em diversos momentos em meio a essas brigas, achei que eu fosse morrer. A sensação que eu tinha é que eu já estava morrendo."

Pocah declarou que fala sobre o abusos publicamente para ajudar outras mulheres:

"A minha luta hoje é por mim, é pela minha filha, é por todas as mulheres que sofrem, que são silenciadas, que são abusadas. Essa é a minha luta diária."
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas