Pocah vai parar no hospital por segurar gases na frente do namorado: 'vergonha de peidar'

entretenimento
15.03.2022, 16:37:00
(Reprodução/Instagram)

Pocah vai parar no hospital por segurar gases na frente do namorado: 'vergonha de peidar'

Cantora contou que dormiu "prendendo peido" e acordou com uma dor insuportável

A cantora Pocah foi às redes sociais nesta segunda-feira (14) para fazer um desabafo sobre o equilíbrio entre saúde e relacionamento. A ex-participante do BBB revelou que sua "vergonha de peidar na frente do boy" a fez parar no hospital.

Ela ainda fez um apelo para que suas fãs não cometam o mesmo erro e possam liberar os gases com tranquilidade nas frente de seus namorados. "A partir de hoje estou liberando geral", escreveu no Twitter.

Na madrugada desta terça (15), ela foi Instagram para tranquilizar o público sobre seu estado e detalhar o que ocorreu: "Ontem, eu pedi um lanche para mim e meus amigos, e vocês sabem que eu gosto de comer com força", comentou Pocah.

Ela conta que, após comer, deitou no colo de Ronan Souza, seu namorado, e pegou no sono. Na hora, ela estava estava "prendendo um peido" e vestia um short jeans que estaria "comprimido sua barriga". O resultado foram fortes dores abdominais que a levaram ao hospital.

"Eu não conseguia ficar em pé, não conseguia ficar sentada. Tomei remédio para gases, fiz massagem na barriga e a dor só aumentava. Pensei que era cálculo renal, apendicite ou hérnia umbilical, que eu já tenho", disse a cantora.

No hospital, Pocah tomou Buscopam na veia, passou por uma bateria de exames e no final descobriu que eram apenas gases. "Então o conselho que eu dou, meninas, é que não prendam peido, solta mesmo, todo mundo peida", aconselhou.

Pocah e Ronan Souza namoram há mais de três anos, desde que ficaram em uma festa do jogador Vinicius Jr. no Rio de Janeiro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas