'Políticos envolvidos em escândalos voltam a controlar órgãos públicos', diz Deltan

brasil
14.06.2020, 11:11:00
Atualizado: 14.06.2020, 11:14:47
(Arquivo AFP)

'Políticos envolvidos em escândalos voltam a controlar órgãos públicos', diz Deltan

Em artigo publicado em jornal, procurador fala de lentidão do STF e hipertrofia do Executivo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Procurador da República, Deltan Dallagnol comentou o momento atual do Brasil em artigo publicado neste domingo (14) no jornal O Globo, afirmando que "pouco a pouco, os mesmos políticos envolvidos em escândalos voltam a controlar a gestão de órgãos públicos e seus orçamentos”. Ele é chefe da força-tarefa da Lava Jato no Paraná.

No texto, Deltan diz que é difícil entender porque alguns se sentem "tentados a defender a hipertrofia do Executivo". 

"Notícias de interferência na polícia e órgãos de persecução, ausência de um apoio firme à causa anticorrupção, investigações sobre seus integrantes, rejeição do papel da ciência na formulação de políticas públicas em meio à crise sanitária, possíveis ligações com milícias e disseminação de notícias falsas, ataques às instituições e arroubos verbais contra a democracia minam a confiança da sociedade", afirma. 

Deltan diz que o Supremo Tribunal Federal (STF) não conseguiu julgar os corruptos "no ritmo esperado pela sociedade" seja por conta da complexidade dos casos, "pela falta de vocação estrutural ou por decisões equivocadas". Ele também critica a suspensão da decisão que permitia execução da pena após a condenação em segunda instância.

"Contudo, as possíveis frustrações com o Congresso e o Supremo jamais devem conduzir à proposta de seu fechamento e à irracionalidade de anseios autoritários", escreve, afirmando que os caminhos para mudanças devem ser dentro do jogo democrático.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas