Por marca histórica na Fórmula 1, Mercedes apresenta o modelo W11

esportes
14.02.2020, 14:09:32
Atualizado: 14.02.2020, 14:34:12
Modelo W11 será utilizado em 2020 por Lewis Hamilton e Valtteri Bottas (Foto: Mercedes/Divulgação)

Por marca histórica na Fórmula 1, Mercedes apresenta o modelo W11

Escuderia quer se tornar a 1ª a vencer sete vezes seguidas os campeonatos de pilotos e construtores

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Mercedes quer fazer história na Fórmula 1 na temporada de 2020. Vencedora dos últimos seis campeonatos de pilotos e construtores, a escuderia alemã quer manter a hegemonia na categoria e ainda se tornar a primeira a conquistar por sete vezes consecutivas os dois Mundiais.

Assim, nesta sexta-feira (14) apresentou o modelo W11, que será novamente pilotado pelo hexacampeão britânico Lewis Hamilton e pelo finlandês Valtteri Bottas.

O carro já foi para a pista, para o tradicional "shakedown", com os dois pilotos no circuito de Silverstone, na Inglaterra.

"Este ano será particularmente desafiador porque haverá equipes que focarão muito em 2020 e haverá equipes que começarão a transferir seus recursos para 2021. Conseguir esse equilíbrio certo será muito importante, mas isso não é algo fácil de se conseguir", disse Toto Wolff, o chefão da Mercedes. "Nossa meta é clara: queremos ser competitivos em 2020 e 2021. Esse é um grande desafio, mas quanto maior o desafio, mais gostamos".

Depois da apresentação da pintura praticamente igual à do ano passado, o carro revelado nesta sexta-feira também apresenta muitas similaridades no visual, principalmente com a parte dianteira bastante estreita. Já a asa dianteira é diferente em relação ao modelo apresentado pela Ferrari na última quarta.

"Neste momento não sinto nenhuma pressão, é o momento de se divertir um pouco. É manter o foco, mas ter um pouco de diversão Os caras trabalharam muito duro para fazer o carro. Eles trabalharam por meses e meses para terminar esse carro que estamos vendo nos boxes", disse Hamilton.

Toto Wolff comemorou os 10 anos desde que a Mercedes voltou a ter uma equipe na Fórmula 1 - na época, os pilotos eram os alemães Michael Schumacher e Nico Rosberg.

"Foram 10 anos fantásticos. Há 10 anos, tomamos a decisão de não ser apenas fornecedores de motores, mas ter uma equipe própria e, com nossos parceiros, conquistamos doze campeonatos (seis de pilotos e seis de construtores, desde 2014). Ver o carro pronto é muito importante e o sucesso vem dia a dia", comentou.

Pela Mercedes, Hamilton conquistou o Mundial de Pilotos em 2014, 2015, 2017, 2018 e 2019 - Rosberg levou a taça em 2016 - e busca o seu sexto título pelo time ao qual se juntou em 2013 - a primeira conquista do inglês foi em 2008, pela McLaren.

Reserva
Nesta sexta-feira (14), a Mercedes anunciou o belga Stoffel Vandoorne como piloto reserva para a temporada de 2020 ao lado do mexicano Esteban Gutiérrez. Ele esteve na categoria por dois anos, em 2017 e 2018, defendendo a McLaren. Na época, teve dois sétimos lugares como melhores resultados, terminando a classificação em 16.º nos dois anos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas