'Precisamos dar um refresco a eles', afirma Enderson Moreira

e.c. bahia
08.07.2018, 11:28:00
Atualizado: 09.07.2018, 11:29:08
Enderson Moreira brada à beira do campo durante final da Copa do Nordeste contra o Sampaio Corrêa (Felipe Oliveira/EC Bahia)

'Precisamos dar um refresco a eles', afirma Enderson Moreira

Próximo jogo é dia 16, contra o Vasco

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Enderson Moreira não teve sucesso em seu primeiro desafio à frente do Bahia. Contratado no dia 17 de junho, o treinador assumiu o time nas semifinais da Copa do Nordeste e deixou a taça escapar. Em quatro jogos, o tricolor marcou apenas um gol, contra o Ceará, e viu o Sampaio Corrêa festejar dentro da Fonte Nova na final do último sábado (7). 

"A gente lamenta profundamente. A torcida foi maravilhosa. Espetáculo extremamente emocionante. Infelizmente o futebol tem dessas coisas. (...) Cheguei em uma fase semifinal e final de competição. Não existe nada fácil. O que a gente tenta fazer é que a equipe do Bahia tenha a representatividade que sempre foi. Não posso achar que o mundo acabou porque daqui a cinco, seis dias nós temos outra decisão", afirmou Enderson Moreira durante entrevista coletiva concedida após a decisão regional.

O Bahia volta a entrar em campo no próximo dia 16, quando reencontra o Vasco, às 20h, em São Januário, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O tricolor venceu o jogo de ida, disputado no dia 9 de maio, na Fonte Nova, por 3x0. O elenco ganhou folga neste domingo (8) e retoma os treinamentos na quarta-feira (11). Enderson Moreira está preocupado com o repouso dos jogadores para a sequência da temporada. 

"Esses atletas estão em uma batida de jogos absurda. No primeiro momento precisamos dar um refresco a eles. Enquanto as equipes que vamos enfrentar tiveram 10 dias de folga, essa equipe vinha trabalhando todo o tempo. O que a gente quer agora é tentar recarregar a bateria de todos para que possa, daqui a dez dias, disputar uma decisão de vaga, que possam estar em suas melhores condições", projetou o treinador.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas