Prefeito pede e time cearense desiste de contratar goleiro Bruno

esportes
06.11.2019, 15:03:13
Atualizado: 06.11.2019, 15:27:36
(Foto: Cristiane Mattos/AFP)

Prefeito pede e time cearense desiste de contratar goleiro Bruno

Apesar de ter acordo verbal, Barbalha recuou

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O goleiro Bruno não será mais contratado pelo Barbalha Futebol Clube. O presidente do time, Lúcio Barão, havia afirmado que existia um acordo verbal com o jogador e que tinha enviado a ele um pré-contrato para ser assinado. Porém, antes mesmo da oficialização, recuou da proposta. O motivo? Um pedido do prefeito do município, Argemiro Sampaio.

O gestor atua como patrocinador do time desde 2017 e, por isso, a diretoria da equipe acatou com a solicitação. Argemiro não aprovou a chegada de Bruno pelo histórico do arqueiro, segundo o Diário do Nordeste. O goleiro foi condenado em março de 2013 pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho dos dois, Bruninho.

As penas, somadas, são de 20 anos e 9 meses de prisão. O atleta atualmente está em regime semiaberto domiciliar em Varginha, cidade em que está baseado desde 2017. A progressão de pena foi conseguida em 19 de julho, por decisão da 1ª Vara Criminal da cidade. Com isso, Bruno pode trabalhar. 

Em 2020, o Barbalha participará da primeira divisão do Campeonato Cearense. Também integrará a Copa do Brasil, com vaga conquistada na primeira fase do estadual de 2019. Segundo Barão, a escolha por Bruno tinha sido um consenso da diretoria.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas