Prefeitura e Senai já aceleram 10 startups

agenda bahia
12.07.2018, 11:00:00
Arisson Marinho/CORREIO (O Hub Salvador, no Terminal Marítimo, sediará o seminário Cidade Inovadora)

Prefeitura e Senai já aceleram 10 startups

Editais de Inovação realizaram três chamadas públicas

Os Editais de Inovação, lançados no ano passado na abertura do Seminário Salvador Cidade Inovadora, pela Prefeitura Municipal de Salvador em parceria com o Senai-Cimatec, já realizaram três chamadas públicas. A informação é do secretário Municipal de Inovação e Cidade Sustentável (Secis), André Fraga, que anunciou a realização do 2º Seminário Salvador Cidade Inovadora, no próximo dia 26. Com entrada gratuita, o evento está com inscrições abertas (veja como se inscrever mais abaixo).

Segundo André Fraga, atualmente, 10 startups com soluções para a cidade já estão sendo aceleradas a partir dos editais lançados em 2017, quando a prefeitura anunciou um aporte de R$ 3 milhões no programa, sendo R$ 1 milhão de recursos próprios e mais R$ 2 milhões do Senai e Sebrae-BA. 

“Salvador vive um processo de maturação do seu ecossistema de inovação, do qual fazem parte, além das iniciativas da Secis, projetos de outras secretarias municipais, como o Hub Salvador”, acrescenta André Fraga.

O Hub Salvador, aceleradora pública inaugurada em abril e que tem capacidade total de receber até 100 startups em espaço colaborativo, irá sediar a segunda edição do Seminário Salvador Cidade Inovadora, que terá Celso Athayde, fundador da Favela Holding, conjunto de empresas voltadas para o desenvolvimento de favelas e de seus moradores, como um dos palestrantes.

Este ano, o seminário traz o tema Empreendedorismo de Impacto Social e vai promover o debate sobre como as empresas podem gerar valor para si e para os ambientes onde estiverem inseridas. A discussão não poderia ser mais atual.

Em agosto, o seminário Sustentabilidade do Agora, que faz parte da programação do Fórum Agenda Bahia 2018, evento realizado pelo CORREIO, com patrocínio da Revita, e apoio institucional da Federação das Indústrias da Bahia (Fieb), Fundação Rockefeller e Rede Bahia, trará à Salvador Rogério Oliveira, diretor da Yunus Brasil Negócios Sociais e mentor internacional em programas globais de empreendedorismo. Rogério irá participar de dois momentos abertos ao público no evento: fará a palestra Yunus: A Transformação das Cidades pelos Negócios e ministrará a oficina Yunus: Como criar negócio social através da sua empresa.

Catalizadora

O titular da Secis ressalta o papel da administração municipal em ser uma agente catalizadora do ecossistema de inovação de Salvador. “O papel da Prefeitura tem sido o de unir os atores desse ecossistema, como os setores acadêmico, representado pelo Senai-Cimatec; as empresas, com atuação do Sebrae-BA; o próprio poder público e a sociedade, com as startups representando a vontade de pensar soluções para a cidade”, enumera.

Na programação do seminário Salvador Cidade Inovadora haverá palestras, painéis, um fishbowl, tipo de debate em que o público pode participar das discussões, e dois workshops, o primeiro com o tema Blockchain e seu impacto para a sociedade, ministrado pela doutora em Ciências da Computação, Fabíola Greve; e o segundo sobre a importância da abordagem jurídica em cada ciclo de uma startup, com Marcus Seixas, sócio do escritório Susart Studart Seixas Advocacia para Empreendedores.

A programação também terá uma edição especial da competição entre startups Sebrae Like a Boss. Para se candidatar à disputa, os interessados têm até esta sexta-feira, dia 15 de julho, para enviar suas propostas, seguindo o regulamento disponível no site startupba.com.br/LikeABoss.

O Seminário Salvador Cidade Inovara é uma realização da Prefeitura Municipal de Salvador e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-BA), em parceria com o Hub Salvador, apoio da TeleData, Hub School, Vilage e Silicon Drinkabout, e apoio institucional do CORREIO, Senai-Cimatec, Abastartups e All Saints Bay. O evento integra o Programa Salvador 360, iniciativa da prefeitura para acelerar o crescimento social e econômico da cidade.

Serviço:

O quê - Seminário Salvador Cidade Inovadora
Quando - Dia 26 de julho, das 8h30 às 20h
Onde - Hub Salvador (Terminal Marítimo do Porto de Salvador, Avenida da França, 393, Comércio)
Quanto: Gratuito. 
*Inscrições: Para participar dos painéis principais e lounge acesse aqui; para o Workshop Blockchain e seu impacto para a sociedade, o link é este; e para o Workshop A importância da abordagem jurídica em cada ciclo da startup, acesse aqui.

Programação:

MANHÃ

08h30 às 09h – Credenciamento

Palco Principal

09h às 10h – Abertura
10h às 12h – Painel 1: Empreendedorismo de Impacto Social, com Celso Athayde, da Favela Holding, Paulo Rogério, da Vale do Dendê, e Debora Souza, da Inovação em Cidadania Empresarial – ICE; com mediação de Midiã Noelle, do site Lista Negra

Workshop – Auditório Hub
10h30 às 12h – Blockchain e seu impacto para a sociedade, com Fabíola Greve, da Universidade Federal da Bahia – UFBA

Lounge
10h30 às 12h30 – Sebrae Like a Boss: 1ª Eliminatória 

TARDE

Palco Principal

13h30 às 15h30 – Painel 2: Empreendedorismo e Inclusão, com Adriana Barbosa, do Instituto Feira Preta, Fernando Sandes, da Viajay, Michelle Meirelles, da MMeirelles Business Strategy; com mediação de Flávia Paixão, da Consultora em Empreendedorismo
15h30 às 17h30 – Fishbowl
17h30 às 18h – Sebrae Like a Boss: Final
18h00 às 18h15 – Encerramento

Workshop – Auditório Hub

14h30 às 16h – A importância da abordagem jurídica em cada ciclo da startup, com Marcos Seixas, da SusartStudart Seixas Advocacia para Empreendedores

Lounge

14h às 15h – Sebrae Like a Boss: 2ª Eliminatória
18h15 às 20h – Happy Hour – Silicon Drinkabout
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas