Governador Rui Costa veta retorno de público aos estádios no início de outubro

esportes
27.09.2021, 09:37:00
Atualizado: 27.09.2021, 17:11:53
(Divulgação)

Governador Rui Costa veta retorno de público aos estádios no início de outubro

Secretário de esportes mantém previsão no mês que vem, mas alta de covid não garante data

A Bahia deve liberar a entrada de público nos estádios para jogos de futebol em outubro, confirmou nesta segunda-feira (27) Davidson Magalhães, titular da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado da Bahia (Setre). Uma reunião na quinta-feira deve acontecer entre a secretaria e a Federação Baiana de Futebol (FBF) para definir data exata e mais detalhes do retorno. 

"Na Série B foi feito um acordo que quando tivesse 80% de autorizações, os times voltariam. Ontem já teve jogos da Série B (com torcida), Botafogo por exemplo já jogou com torcida. Na Série A, provavelmente será decidido agora em outubro", afirmou Magalhães, durante evento do governo no pátio da Secretaria da Segurança Pública (SSP). "A previsão é outubro", disse, sobre a liberação do público no estado.

"Esperamos essa semana definir essa situação. O governador definiu critérios muito importantes, que é o critério da defesa da saúde da população. Já tivemos contato com a FBF, essa semana provavelmente na quinta teremos reunião com a federação e já teremos novos dados do encaminhamento tanto da vacinação quanto da pandemia. Até quinta deve dar para ter um cenário mais claro", acredita.

Apesar da expectativa da reunião, o governador Rui Costa disse que não haverá anúncio de jogos com público essa semana. "Seria um contrassenso de minha parte", afirmou, dizendo que o número de casos ativos aumentou desde que falou na possibilidade de abrir os estádios. "Abertura de público só acontecerá quando se mantiver a queda do número de contaminados", acrescentou. "Se nesses 10 dias ao invés de aumentar, tivesse diminuído, eu estaria anunciando (a volta)". 

Segundo o secretário, o protocolo apresentado à secretaria previa um início com 30% do público, que iria aumentando de acordo com os critérios estabelecidos. "A referência é o avanço da vacinação e comportamento da pandemia", reafirma. Esse percentual é o mesmo que o Bahia solicitou para voltar a receber o público na Fonte Nova.

O secretário diz que haverá controle em relação a quem frequentará os estádios nesse momento. "No que a FBF apresentou, tem um conjunto de medidas. Não pode entrar qualquer pessoa. Tem que ter vacinação, tem que ter distanciamento", destacou. O governador reforçou que a vacinação será obrigatória. "Quando for liberado, aviso de antemão: exigiremos a segunda dose aplicada. Faremos diferente de outros estados, que admitiram a primeira dose e teste de covid. Aqui, não. Exigiremos a segunda dose, já que adiantamos bastante a aplicação".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas