Prisão de Belo: Polícia apreende armas, dinheiro e computador na casa do cantor

em alta
17.02.2021, 18:56:00
Atualizado: 18.02.2021, 10:14:56
(Foto: Reprodução/TV Globo)

Prisão de Belo: Polícia apreende armas, dinheiro e computador na casa do cantor

Artista foi detido durante investigação sobre show clandestino no Carnaval, que teria sido promovido por traficante

A Polícia Civil do Rio de Janeiro apreendeu duas pistolas, munição, dinheiro em espécie e um computador na casa do cantor Belo, que foi preso durante uma investigação de um show ilegal que ele fez no sábado de Carnaval. As informações são da TV Globo e G1.

A operação realizada nesta quarta-feira (17) também prendeu dois produtores pela realização da apresentação que provocou aglomeração em uma escola estadual no Complexo da Maré.

O material foi apreendido na casa do artista, na Barra da Tijuca. Belo foi preso pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) em Angra dos Reis, na Costa Verde. O cantor é investigado pela realização do show por conta das proibições impostas pela pandemia.

A polícia também apura a invasão ao colégio onde foi realizada a apresentação, sem a autorização da Secretaria Municipal de Saúde. Segundo investigadores, as salas de aula do Ciep 326 - Professor César Pernetta foram utilizadas como camarotes. A assessoria do cantor ainda não se pronunciou sobre as acusações.

Operação
A Operação 'É o que eu mereço', em referência a uma das músicas do cantor, chegou à delegacia no Rio por volta das 15h30 desta quarta. Na chegada, Belo afirmou que precisa "saber o que está acontecendo enquanto achar que cantar e fazer musica é crime".

Mulher de Belo, a modelo Gracyanne Barbosa, que visitou Belo na Cidade da Polícia nesta quarta, postou um texto no Instagram. Ela argumentou que o marido "chega pela porta de trás nos locais de shows, vai direto ao camarim e entra no palco" e que "só em cima dele tem o contato e a noção do público".

Após ter aberto inquérito para apurar as circunstâncias do show de Belo na Maré, a DCOD cumpriu nesta quatro mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão.

Ainda segundo o G1, uma das buscas foi na sede da produtora Série Gold, organizadora do evento, onde foram apreendidos equipamentos, a aparelhagem de som, documentos e veículos. Na casa de Belo, foram apreendidos dinheiro e duas pistolas. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas