Punida, Rússia considera trocar Uefa pela Confederação Asiática

esportes
04.05.2022, 20:07:00
Seleção russa foi banida das Eliminatórias da Copa do Mundo (RFS/Divulgação)

Punida, Rússia considera trocar Uefa pela Confederação Asiática

Mudança pode acontecer após entidade da Europa anunciar novas sanções contra o país

A Federação Russa de Futebol (RFU) pode deixar a Uefa e migrar para a Confederação Asiática (AFC). A troca, ainda em estudo, seria em resposta às punições que a entidade europeia impôs ao país, por causa da guerra na Ucrânia. Entre elas, estão as ausências dos clubes locais na Liga dos Campões, Liga Europa e Liga Conferência.

As novas sanções foram anunciadas pela Uefa na última segunda-feira (2), e também envolvem as seleções masculina - que foi banida da Liga das Nações e Eliminatórias da Copa do Mundo - e feminina, que ficará de fora da Eurocopa.

"Acho que chegou a hora de pensar seriamente em uma possível mudança para a Confederação Asiática de Futebol", disse Dmitry Pirog, vice-presidente do Comité de Desportos da Federação à televisão estatal russa Match TV.

Pirog justifica que a mudança é válida já que não há previsão para o fim das punições. A medida aumentaria as chances dos clubes e das seleções da Rússia de disputarem competições internacionais organizadas pela AFC.

No entanto, a ideia de mudar de confederação não é unânime e já encontra resistência. Vyacheslav Koloskov, ex-presidente da Federação Russa, rechaçou a ideia, se posicionando contra a migração de confederação. "Se formos à Ásia, nunca mais voltaríamos à Europa e seria a morte do futebol russo", disse.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas