Queiroga diz que toda população adulta será vacinada com 1ª dose até setembro

coronavírus
21.06.2021, 11:30:00
(Reprodução)

Queiroga diz que toda população adulta será vacinada com 1ª dose até setembro

Ele disse ainda que Ministério da Saúde já avalia imunização de adolescentes

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta segunda-feira (21) que com o "ritmo atual" a previsão da pasta é que toda população adulta já esteja vacinada com pelo menos uma dose até setembro. O anúncio foi feito em meio a uma "corrida" de vários governadores e prefeitos, que têm anunciado calendários com previsão para vacinação da população adulta. 

Antes, Queiroga tinha uma postura mais cautelosa, dizendo que toda população adulta do país estaria vacinada até o final do ano, sem detalhar se seria somente com a primeira dose.

"Pelo ritmo que nossa campanha vem adquirindo nas últimas semanas, já é possível antever que toda a população acima de 18 anos pode ser imunizada com uma dose até setembro, e pelas 600 milhões de doses que já dispomos, é possível antever que tenhamos toda a população acima de 18 anos vacinada até o fim do ano de 2021", disse Queiroga, durante uma audiência na comissão para enfrentamento da covid-19 no Senado.

O ministro disse ainda que a pasta já está avaliando a imunização de adolescentes - só uma das vacinas usadas no Brasil tem autorização de uso para esse público. “A vacinação de adolescentes já está em análise no Ministério da Saúde. Pelo menos 4 milhões de adolescentes que podem se beneficiar dessa vacina da Pfizer. Os estudos não são tão abundantes, mas está em análise para essa faixa etária entrar na pauta", diz.

Em  São Paulo, o governador João Doria deu uma previsão de vacinar todos os moradores de mais de 18 anos até 15 de setembro - considerando aí que a pessoa receba pelo menos uma dose. A cidade do Rio tem calendário similar. Apesar da onda, o governador da Bahia, Rui Costa se mostrou cético em divulgar uma previsão do tipo. "Sei que as pessoas estão cobrando por causa das promessas de outros estados, mas eu não posso fazer isso porque não sei as datas que vou receber as vacinas. Várias vezes já furaram a previsão de entrega", disse Rui no último dia 14. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas