'Quiseram me bater', diz Diego Hypolito após foto polêmica com Bolsonaro 

em alta
01.12.2019, 10:33:00
Atualizado: 01.12.2019, 10:36:10
(Foto: Reprodução)

'Quiseram me bater', diz Diego Hypolito após foto polêmica com Bolsonaro 

Atleta falou que o presidente que pediu para se encontrar com ele

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O ginasta Diego Hypolito falou neste sábado (30)  sobre uma polêmica que rodou recentemente as redes sociais. O bicampeão mundial de ginástica falou abertamente sobre as críticas que recebeu após tirar uma foto ao lado do presidente Jair Messias Bolsonaro e da primeira-dama, Michelle durante o programa Altas Horas (TV Bahia/Globo)

"Esses momentos que tenho vivido agora têm sido uma grande experiência. A internet, muitas vezes, a gente acha que é bobeira, quando você fala implantando o ódio, ela machuca as pessoas. Eu sou gay, e acho que a gente tem que ter o respeito ao próximo, independentemente de escolhas, atitudes, posições."

Diego continuo explicou as circunstâncias do encontro com o presidente. "Quando me encontrei com o Presidente Bolsonaro, foi ele que pediu para me encontrar. Não foi um pedido meu. Eu fui em prol de um esporte, de cultura, da educação, que estão deixadas de lado. Quando você aparece em uma foto, parece que você apoia todas as intolerâncias. Eu escutei todas as ameaças possíveis contra mim, contra minha família. Eu fui muito atacado".

O atleta contou que já chegou a ser vítima de agressões, e que agora precisa andar com segurança. "Tentaram me bater. As pessoas avaliam sempre por um único momento. Parece que está todo mundo sempre esperando você errar."

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas