Renda extra: saiba fazer do hobby um negócio

empregos
22.03.2021, 05:00:00
Atualizado: 22.03.2021, 07:14:48
Maria Eduarda garante uma renda extra fazendo peças bordadas (Foto: Divulgação/Dasabordando)

Renda extra: saiba fazer do hobby um negócio

Passatempo pode dar dinheiro, mas é importante ter organização e planejamento para dar certo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Com a pandemia, veio o ócio e Maria Eduarda Cavalcanti, 23 anos, começou a bordar por lazer. Em uma semana de bordado, a jovem vendeu uma blusa para uma cliente que apareceu nas redes sociais. O hobby virou a loja Desabordando, que gera renda extra para Maria Eduarda. Outros passatempos podem se tornar uma fonte de dinheiro, mas é importante ter organização e planejamento para o negócio dar certo, ressalta a analista de atendimento do Sebrae Bahia, Marília Gonçalves.

“Antes de começar a empreender, a pessoa tem que estudar e pesquisar o mercado. Quando o empreendedor tem mais informações sobre o público e o mercado, as chances de ter sucesso são maiores”, afirma Gonçalves.

O ideal é que o primeiro passo seja estudar para entender se um passatempo pode virar algo lucrativo. Uma dica da analista é usar o Google Trends para pesquisar termos relacionados à área do hobby e descobrir o interesse dos clientes pelo serviço, produto ou atividade. 

Depois de certificar que existe um público consumidor, é hora de desenvolver o modelo de negócio com a ferramenta Canvas - um mapa visual com nove blocos que contém pontos chave para analisar um empreendimento. O próprio Sebrae possui cursos, conteúdos e uma ferramenta Canvas gratuita.

“A pesquisa é importante para poder ter o pontapé inicial de se organizar e saber corrigir os erros antes do negócio fracassar. O Canvas é uma boa primeira ferramenta por ser simples, objetivo. Com ele, se obtêm respostas sobre a viabilidade da ideia e fica mais fácil tirar a ideia do papel”, explica Gonçalves.

Outro passo possível é formalizar mais a ideia com um plano de negócio e o auxílio de uma consultoria, para criar um CNPJ, pagar tributos e definir a formatação jurídica da empresa. 

Ollivias é fruto de um hobby retomado na pandemia (Foto: Divulgação/Ollivias)

Gonçalves sabe que a maioria dos empreendedores que transformam um hobby em uma renda extra não seguem o caminho do planejamento desde o início. Dona da Ollivias (@Olliviias), Marina Antonia Vieira, 20 anos, criou a loja em setembro de 2020 depois das amigas elogiarem os acessórios de miçanga que ela fazia para se distrair na quarentena.

“Comecei a fazer porque pediram, mas não achei que ia ganhar dinheiro. Eu tinha uma organização no começo, mas, com o tempo, aprendi a calcular os preços dos produtos e comecei a lucrar”, conta a jovem. Atualmente, Maria Antônia vende produtos para cerca de 20 clientes por mês. Com a renda extra, ela mantém uma autonomia financeira da mãe, com quem mora.

Para Golçalves, dois pontos são essenciais para o sucesso de um negócio: investimento em marketing digital e controle de finanças. No aspecto financeiro, a analista ressalta que é preciso ter controle do fluxo de caixa, separar a conta pessoal da jurídica, reservar uma quantia para compra de matéria prima e saber quanto reinvestir na empresa.

“Existem ferramentas, como planilhas simples, que ajudam a organizar as finanças. Já investir em Marketing digital é barato. É preciso ter um perfil da empresa nas redes sociais, no Instagram, Facebook e Whatsapp Business”, afirma Gonçalves.

No perfil das redes sociais, é importante criar (e manter) uma identidade da marca para se comunicar com o público alvo, com base nos valores do negócio. As postagens ainda devem ser constantes e o perfil deve ser organizado. 

“É possível mostrar como o produto é feito, postar depoimento de clientes. Tudo isso deve ser feito para criar uma relação com o público e transformá-lo em clientes”, indica a analista. O Sebrae também possui cursos e consultoria para o tema.

Para se destacar no mercado, a analista recomenda um foco no relacionamento com o público. Quem não só conhece as dores dos possíveis clientes, mas também consegue entregar produtos e serviços para solucionar esses problemas sai na frente. “É preciso pesquisar as personas e entregar algo que vá satisfazê-las”, aponta.

Maria Eduarda aposta na relação com os clientes para fazer a loja decolar (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

A relação com os clientes é um dos pontos fortes da Desabordando (@desabordando), acredita Maria Eduarda. A página da marca no instagram possui uma identidade marcante, com fotos nas quais são inseridas frases das blusas bordadas.

“O diferencial são os detalhes, com a embalagem feita à mão e a personalização dos produtos”, afirma a dona da marca, que virou uma renda extra para a jovem.

A analista do Sebrae Bahia aponta 4 segmentos que com oportunidades para quem quer empreender com um hobby: a moda inclusiva, com tamanhos especiais e mais sustentável; os serviços para a terceira idade; o setor de alimentação, especialmente nos nichos de alimentos saudáveis, veganos, congelados, planejamento alimentar e suplementação; e o compartilhamento do conhecimento, com cursos online e e-books.

Dona da doceria Ari Brigs, a estudante de psicologia Arielle Reis, 22, começou a investir em doces veganos para suprir uma demanda do nicho para essa páscoa. Em outubro de 2020, a jovem transformou a empresa em sua fonte de renda oficial depois de ficar sem estágio com a pandemia. Desde então, ela investiu cerca de R$ 2 mil na marca.

“Sempre tento inovar e estudo para isso. Em 2020, tomei coragem e investi para tornar a doceria minha fonte oficial de renda. No final do ano, comprei uma batedeira planetária, comprei todo o material e passei tudo no cartão para fazer chocotones trufados”, relembra a jovem, que é um exemplo de pessoas que começaram a empreender com um hobby para ganhar um dinheiro extra e viram o trabalho virar a fonte única de renda.

Arielle transformou o hobby de fazer doces em sua renda principal (Foto: Reprodução e divulgação/Ari Brigs)

Dicas para transformar um hobby em renda extra

  • Estudar e pesquisar sobre a atividade para entender a demanda do público pelo serviço ou produto; é interessante usar o Google Trends durante a pesquisa
  • Utilizar a ferramenta Canvas para desenvolver o modelo de negócio 
  • Fazer cursos online sobre empreendedorismo
  • Ter organização e planejamento para direcionar as ações e conseguir se arriscar para tirar o planejamento do papel
  • Ter presença constante nas redes sociais sempre com uma identidade própria da marca
  • Controlar as finanças desde o começo
  • Criar um bom relacionamento com o público

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas