Renovando sorrisos: atendimento odontológico gratuito devolve autoestima

salvador
16.06.2022, 06:30:00
(Marina Silva/CORREIO)

Renovando sorrisos: atendimento odontológico gratuito devolve autoestima

Serviço realizado pelo Instituto Oyá e pela ONG Por1sorriso segue até domingo (19)

Como já dizia Falamansa na música Rindo à Toa, não é que a vida esteja assim tão boa, mas um sorriso tende a melhorar. E é claro que um sorriso bonito garante uma boa autoestima, com dentes saudáveis que trazem mais autoconfiança. Por isso que o Instituto Oyá, em parceria com a ONG Por1sorriso e a Associação Nossa Soma Multiplica, está oferecendo atendimento gratuito de odontologia para moradores da comunidade de Pirajá e regiões vizinhas até domingo (19)

A Por1sorriso é uma ong que propaga saúde e bem-estar através da odontologia e medicina humanizadas em regiões de vulnerabilidade social do Brasil e também fora do país. Guilherme Cesaro, coordenador da entidade, afirma que o objetivo deles é devolver a autoestima das pessoas por meio de um sorriso saudável. A estimativa é que 300 pessoas sejam atendidas até o último dia.

“Essa é a soma potente dos esforços de três organizações que tem como objetivo cuidar, prevenir e contribuir na qualidade de vida de pessoas que não têm acesso fácil a serviços de saúde. Nosso foco é atender não só a comunidade que integra o Oyá, mas também alcançar moradores da região e adjacências que necessitem desse atendimento básico”, destacou a ialorixá e gestora do Instituto Oyá, Nívia Luz. 

A assistente social Malvina Santos, de 57 anos, aluna de artesanato e corte e costura do Insituto Oyá, foi uma das atendidas pelo serviço de odontologia nesta quarta (15). Seu objetivo era fazer uma revisão e limpeza, mas saiu de lá satisfeita depois de fazer até mais do que esperava. 

“Cheguei lá e fizeram duas restaurações e a limpeza, foi um atendimento muito bom e o resultado melhor ainda. O atendimento deles é mais direcionado, a atenção dos médicos e das pessoas que estavam trabalhando foi muito boa, tudo muito organizado. Eu não tinha muitos problemas dentários, mas tinha outras pessoas lá que sim, como meu marido, que estava há cinco meses sem um dente da frente e isso estava incomodando bastante ele”, disse Malvina.

O marido de Malvina, Irailton Araújo, 47, fez um implante dentário, três extrações e uma limpeza bucal. “Saímos de lá muito felizes, ele estava meio triste quando falava com as pessoas e não conseguia emprego porque o sorriso é o cartão de visita. Ele já tinha tentado colocar o dente pelo SUS, mas não tinha conseguido”, relatou a mulher. “Estou me sentindo muito bem e minha autoestima melhorou bastante. Amanhã vou retornar para continuar o tratamento”, declarou Irailton. 

Já o músico Eric Nascimento, 32, fez limpeza e restauração dentária. Em outra ocasião, quando precisava fazer uma extração, ainda em 2022, o morador de Pirajá precisou fazer em uma clínica particular por não ter conseguido atendimento no SUS. “Hoje eu tive um atendimento fantástico, fiquei muito feliz com o resultado. Os dentistas aqui fizeram um trabalho completo, me examinaram e resolveram todos meus problemas. Agora é só manter”, afirmou.

A dentista Juliana Fanaro, que atendeu as pessoas no Instituto Oyá e é coordenadora de ações da Por1sorriso, conta que eles realizam todos os procedimentos odontológicos que o paciente precisa e que o objetivo da ONG é levar a saúde dentária a lugares onde esse atendimento não chega. 

“Sabemos que odontologia não chega a muitos lugares do Brasil, é muito caro, a profissão é elitizada e não é fácil de conseguir atendimento público. Nossa intenção é levar um atendimento de qualidade para a população em vulnerabilidade, que não costuma ter acesso a esse tipo de serviço”, comentou a especialista. 

Juliana destacou ainda que já ouviu diversos relatos de pessoas que não conseguiam arrumar um emprego por conta da saúde bucal. “A gente consegue devolver qualidade de vida, de mastigação e autoestima. Mas também é importante que as pessoas sigam as nossas instruções para manter um sorriso saudável e evitar tratamentos futuros”, detalhou. 

Segundo ela, todos os pacientes atendidos recebem um kit com escova de dente, pasta e fio dental. “É importante seguir os cuidados com escovação e com o fio dental. Todos que sentam na cadeira para receberem o nosso atendimento são instruídos com esses cuidados”, completou a dentista.

Além de odontologia, os pacientes também podem ter acesso aos atendimentos de pediatria, clínica geral, oftalmologia, fisioterapia e ginecologia até o dia 19 no Instituto Oyá (Rua Mário Lago, 05 – Conj. Pirajá 1). As inscrições podem ser feitas através deste link: https://forms.gle/Xsq8p8UakzDAyMSz5.

*Com orientação da subchefe de reportagem Monique Lôbo

(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)
(Foto: Marina Silva/CORREIO)

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas